A-list relâmpago: Coreia do Sul lança 1° foguete de fabricação nacional, mas missão fracassa

O primeiro foguete espacial fabricado pela Coreia do Sul foi lançado nesta quinta-feira (21), mas não conseguiu colocar um satélite simulado em órbita. Os resultados do teste que representa um grande salto para os planos espaciais ambiciosos do país foram considerados mistos —ou seja, há o que comemorar e há o que lamentar.

O foguete de três estágios KSLV-II Nuri decorado com a bandeira nacional partiu de sua plataforma de lançamento do Centro Espacial Naro às 17h.

O Nuri, ou “mundo”, foi concebido para colocar cargas de 1,5 tonelada de 600 a 800 quilômetros acima da Terra, e é parte de um esforço espacial mais abrangente que vislumbra o lançamento de satélites de vigilância, navegação e comunicações, e até de sondas lunares.

O presidente Moon Jae-in, que observou a decolagem no centro espacial, disse que o foguete completou suas sequências de voo, mas não conseguiu colocar a carga de teste em órbita.

“Infelizmente, não atingimos totalmente nosso objetivo”, disse ele em um discurso no local.

Ele elogiou os trabalhadores e disse que, apesar da missão incompleta, o projeto seguirá em frente.

“Não demorará muito para conseguirmos lançá-lo exatamente na trajetória visada”, disse ele, de acordo com uma transcrição. “A ‘Era Espacial Coreana’ está se aproximando”.

Imagem de lançamento de foguete da Coreia do Sul em 21 de outubro de 2021 — Foto: Yonhap / AFP

O presidente afirmou que o país fará outra tentativa em Maio de 2022. “Os países que lideram a tecnologia espacial vão liderar o futuro. Não é muito tarde para que o façamos”, afirmou, em tom otimista.

O país é a 12ª maior economia do mundo e registra avanços tecnológicos notáveis, como sede da Samsung Electronics, maior fabricante mundial de smartphones e chips.

Porém, a Coreia do Sul sempre ficou para trás no setor de voos espaciais, iniciado em 1957 pela então União Soviética e seguido pouco depois pelos Estados Unidos.

Na Ásia, os países com programas espaciais avançados são China, Japão e Índia, enquanto a Coreia do Norte foi o último a entrar para o clube de nações com capacidade de lançar os próprios satélites.

Fontes:

https://www.correiobraziliense.com.br/mundo/2021/10/4956888-coreia-do-sul-lanca-1-foguete-de-fabricacao-nacional-mas-missao-fracassa.html

@Astronomers

Pisou nos governos do Brasil que desistiu

1 curtida

o murro no brasil

brasil so se for foguete de coca cola com mentos

Até tínhamos um de verdade mas flopou muito quando cortaram o jabá do programa

Esse país ainda vai virar um potência