Alguns do movimento LGB estão querendo se separar do TQ+

*transfobicos querem se separar

os comentários nesse vídeo

Mais fácil todes se juntarem e expulsar o g

O movimento LGB não

Transfóbicos/fascistas querem se separar

1 curtida

Volta o gls

1 curtida

Deve tá cheio de radfem

kkkkkk a propaganda neoliberal…

Quando o neoliberalismo se apropria de pautas identitárias saem gororobas doentes como esse vídeo

1 curtida

pior que isso

Traduz o que significa

um homem preto levantar essa maluquice é ruim de tantas formas diferentes

Pra quem não tiver com estômago pra ver o vídeo (igual eu), pedi pro IA resumir o vídeo pra mim:

Resumo
  • O palestrante acredita que as comunidades LGB (Lésbicas, Gays, Bissexuais) e TQ+ (Transgênero, Queer e outras identidades) são diferentes uma da outra.

  • De acordo com o palestrante, o LGB está estritamente relacionado à biologia e à sexualidade, enquanto o TQ+ trata de identidade e expressão.

  • O palestrante expressa frustração com as mudanças nas definições e significados dentro da comunidade TQ+ e argumenta que isso está apagando as realidades das mulheres biológicas.

  • O palestrante menciona preocupações com indivíduos trans reivindicando experiências tradicionalmente associadas às mulheres biológicas, como menstruação, e o impacto nas identidades dos homens gays.

  • O palestrante acredita que o LGB não deve ser agrupado com a comunidade TQ+ e expressa a necessidade de clareza, conversas racionais e respeito à biologia.

  • O palestrante expressa confusão em relação às mudanças nas definições e significados relacionados à identidade de gênero.

  • Ele menciona a insatisfação de algumas mulheres lésbicas que são consideradas transfóbicas por não quererem se relacionar com mulheres trans que possuem genitália masculina.

  • O palestrante critica a ampliação constante do TQ+ com a adição de novas identidades e argumenta que isso torna a comunidade muito grande e difícil de ser representada de forma unificada.

  • Ele defende a importância de preservar os significados e definições das palavras para permitir conversas significativas e compreensão mútua.

  • O palestrante menciona a escritora J.K. Rowling e sua opinião sobre a importância de reconhecer a existência do sexo biológico e como isso afeta as experiências das mulheres.

  • Ele conclui destacando a necessidade de respeitar a biologia, o senso comum e a realização de conversas racionais sobre essas questões.

de nada

Que palestras são essas?
:wtf:

Mais facil todes se juntarem e expulsar o B n

filha, só pedi pra um IA que tenho resumir o vídeo e ele chamou ele de palestrante kkkkkk

que legal isso de resumir vídeos, como q faz?

chama Glasp, é uma extensão de navegador

ela n é 100% mas ajuda bastante pra vídeo q n tanko de ver igual esse

2 curtidas

repare que é só LG msm pq o B tbm eles descartam

É um pet de radfem

“Mulheres biológicas” kkkk… Mulheres trans são cibernéticas? Kkkkkkk

1 curtida