Antes de treta com Paolla, Deolane foi vetada como musa por seus 'barracos'

Deolane Bezerra, antes de ser anunciada como destaque da Grande Rio no Carnaval 2024, foi assediada por outras escolas de samba do Rio. A advogada e ex-Fazenda se tornou desejo de uma agremiação do Grupo Especial, mas acabou vetada por um motivo inusitado.

Esta coluna de Splash descobriu que Deolane ganharia o posto de musa em uma escola, algo sugerido pela esposa do presidente da agremiação. No entanto, logo após o convite ser feito, o presidente desautorizou e deixou bem claro: “Não podemos correr o risco de ter uma pessoa barraqueira aqui”.

Ainda segundo apuração da coluna, mensagens com o convite já haviam sido enviadas para a equipe de Deolane. Elas foram apagadas horas depois do veto do presidente da escola de samba.

Vale destacar que a rainha de bateria da tal agremiação já é uma personalidade que costuma “bombar” na mídia por declarações duvidosas e algumas alfinetadas.

Fique por dentro de todos os acontecimentos, fofocas e barracos de A Fazenda com o app Splash UOL!

A ‘treta’ com Paolla

Desde a apresentação de Deolane como destaque da Grande Rio, um burburinho surgiu sobre uma possível rivalidade entre a advogada e a atriz Paolla Oliveira, rainha de bateria da agremiação.

O que se pode afirmar, logo de cara, é que não houve de fato um encontro entre Paolla e Deolane. Não se sabe quem evitou quem elas não se aproximaram, e a fofoca sobre o “desencontro” rolou solta com os convidados.

No entanto, uma tradição em escolas de samba, que também é uma “regrinha de boas maneiras” foi esquecida por Deolane: a advogada não fez questão de ir até o camarote da rainha de bateria a cumprimentar.

O camarote de Paolla ficava em um andar superior ao do ocupado por Deolane. Musas da escola de samba fizeram questão de ir até o encontro da atriz, algo já tradicional nos eventos. A rainha recebe outros convidados em seu camarote e tira fotos.

Foi após Deolane não fazer questão de ir até o camarote de Paolla que os burburinhos aumentaram e apostaram em um “climão”.

Paolla Oliveira negou o conflito e pediu o fim da rivalidade feminina. “Quero que você brilhe e seja muito feliz. Carnaval tem brilho e espaço para todas nós”, falou.

Deolane, ao jornalista Leo Dias, pediu para ter seu nome tirado “da confusão”.