Após 9 meses internado por causa de COVID-19, paciente recebe alta

Marcos Elias Jacobsen, de 57 anos, chorou ao deixar o hospital onde ficou internado durante nove meses em Joinville, no Norte do estado. Ele teve Covid-19 e diversas complicações.

Na alta, na quinta-feira (8), ele foi aplaudido pelos funcionários do hospital, que levaram balões e mensagens. A comemoração foi pela vitória do paciente. Marcos deu entrada na unidade em 22 de setembro .

“Se felicidade fosse o máximo, eu estou acima disso. São nove meses de 16 dias longe de casa, da família, dos amigos. Mas, graças a Deus, estamos aí e estamos saindo agora”, disse Marcos.

Dos 290 dias de internação, 52 foram em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Marcos teve problemas de saúde causados pelo vírus, segundo a médica Ana Carolina Berbel.

“Ele teve uma gravidade muito importante do quadro infeccioso pulmonar. Ele também desenvolveu insuficiência renal aguda, com necessidade de hemodiálise. Fez inúmeros ciclos de antibiótico para controle de todas essas infecções, tanto pulmonar quanto da úlcera que teve. Ele acabou evoluindo para trombose de membro inferior, precisando de anticoagulação. Então, foi um paciente que teve múltiplos acometimentos do organismo após essa infecção pelo coronavírus”, explicou a médica.

De acordo com a equipe médica, mesmo em um momento difícil, muitas vezes era ele que alegrava os profissionais no hospital. “Nesse tempo todo, foram poucos momentos que eu posso dizer que eu o vi um pouco triste. Mas o restante da internação ele sempre estava pra cima, alegre”, disse a enfermeira Lailla Maria Moreira.

“Suportar os momentos difíceis foi através de brincadeiras. E foi assim que eu conheci esse pessoal aí [do hospital], que agora levo como minha família”, disse Marcos.

‘Momento mais extremo da nossa vida’, diz mulher

Houve festa de recepção também em casa. Antes de ser internado, Marcos havia perdido um irmão para a Covid-19.

“Cada tempinho que tiver para a gente estar junto, a gente vai aproveitar. Nessas horas é que a gente começa a dar importância, que às vezes a gente deixa de visitar, deixa de estar junto. E quando acontece isso é que você vê o valor da família estar unida”, disse Regina Jacobsen, irmã de Marcos.

1 curtida

Gente??? Deu entrada no fim da primeira onda e vai sair no fim da segunda

E eu tinha achado o tempo que o Paulo Gustavo lutou pela vida longo

Guerreiro. Que ele sirva de exemplo pra muitos que estão nessa batalha.
Desistir jamais.