Após eliminação do Inter, Valencia é vítima de ofensas racistas em redes sociais

Após eliminação do Inter, Valencia é vítima de ofensas racistas em redes sociais

Atacante equatoriano perdeu duas chances claras de gol na derrota por 2 a 1 para o Fluminense

Por Redação do ge — Porto Alegre
05/10/2023 11h45 Atualizado há uma hora

Personagem da eliminação do Inter na semifinal da Conmebol Libertadores, Enner Valencia foi vítima de ofensas racistas nas redes socias. O camisa 13 perdeu duas chances claras de gol na derrota por 2 a 1 para o Fluminense, no Beira-Rio.

O equatoriano foi chamado de “macaco” e “preto imundo” em algumas postagens no X, antigo Twitter. O perfil do jogador no Instagram também foi invadido com muitas críticas, mas sem cunho racial.


Valencia sofre ofensa racista após eliminação do Inter — Foto: Reprodução


Valencia sofre ofensa racista após eliminação do Inter — Foto: Reprodução


Valencia sofre ofensa racista após eliminação do Inter — Foto: Reprodução

Diante de 50 mil colorados, o time de Coudet abriu o placar logo aos nove minutos, com Mercado, e teve chances de ampliar já na etapa final. Por duas vezes, Valencia teve a bola do jogo. Uma de cabeça, aos 25 minutos, quando finalizou sozinho e mandou para fora.

Aos 32, o equatoriano recebeu livre, com espaço, avançou e bateu de pé direito, mas errou o alvo outra vez. Neste momento, o placar ainda apontava vantagem do Inter, até que John Kennedy empatou, aos 35, e Cano virou o jogo, aos 41.


Enner Valencia lamenta eliminação do Inter na Libertadores — Foto: Bruno Ravazzolli

e nao choca uma codorna

Ontem aquele torcedor que invadiu o gramado no Gauchão com uma criança no colo tava no estádio e a torcida jogou um sinalizador na ambulância

https://twitter.com/liberta___depre/status/1709732761534115948

A associação entre as vítimas das enchentes e racismo

Tópico futebol e sul, nem precisa dizer o show de que que é

1 curtida

https://twitter.com/biigoes/status/1709977625064550411

https://twitter.com/1cesgusto/status/1709967736703439087

Isso aqui é verdade, odeio quando fingem que é só na Argentina que tem essas coisas