Após quase 80 anos juntos, idosos centenários morrem no mesmo dia, com apenas quatro horas de diferença

Após quase 80 anos juntos, idosos centenários morrem no mesmo dia, com apenas quatro horas de diferença

Mamédio Alves Magalhães, de 105 anos, e Ana Araújo Magalhães, de 100 anos, morreram na manhã desta sexta-feira (30), em Paranã, no Tocantins.

‘Até que a morte os separe’ é a frase que costuma selar cerimônias de casamento. E assim como está nos votos, só a morte separou o casal de idosos Mamédio Alves Magalhães e Ana Araújo Magalhães, moradores de Paranã, na região sul do Tocantins.

A história de amor deles impressiona, assim como a idade: ele tinha 105 anos e ela, 100 anos. O casal morreu na manhã desta sexta-feira (30) com uma diferença de apenas quatro horas.

Desde que se casaram, dona Ana e seu Mamédio viveram sempre unidos e como contou a sobrinha-neta que cuidava deles, Ediana Quirino Magalhães, de 38 anos.

“Há cinco dias ele ainda estava bem e ela tinha tido uma pneumonia forte, e não tinha muito o que fazer. A partir daquele momento ele não quis mais se alimentar direito. A gente dava os remédios ele segurava na boca. Isso porque ela estava internada e ele viu ela indo”, relembrou.

Ediana disse que depois de ver a amada sendo internada e voltar para casa bem debilitada, ele começou a definhar por não querer se alimentar. Para que o idoso melhorasse, dona Ana saiu da internação. Mas na quinta-feira (29), quem precisou ir para o hospital foi seu Memédio.

As últimas horas

Eles ficaram as últimas horas de vida separados. Seu Memédio morreu no hospital e Ana em casa. Mas eles partiram no mesmo dia. A diferença entre as mortes foi de cerca de quatro horas, segundo a família.

Piticos

gente…

O kingo nao suportou ver a gata dele definhando

I :heart: israel