Assisti ao filme Ângela, e o que me chocou

foi pesquisar mais sobre ela na internet.

O filme em si é bem fraquinho e nem explora tanto um sistema judiciário elitista e machista, como achei que seria. (Na verdade, sabemos da condenação do Doca só após a última cena, em um texto que aparece na tela.)

Mas pesquisando, descobri que a Ângela esteve envolvida em uma polêmica relacionada ao assassinato de um vigia por um cara casado de quem ela era amante.
Na época, cogitaram a possibilidade de ele ter matado o vigia após ter descoberto que o funcionário e Ângela tinham um caso, mas segundo o Praia dos Ossos:

Não foram poucos os que me disseram – anonimamente – que a Ângela era racista demais, elitista demais para dar bola pro menino. Outros chamavam essa história toda de uma “perversidade”. Com a Ângela, claro. De novo: o pior não era o assassinato. Era a possibilidade de ela ter transado com um menino negro e favelado, seu empregado.

Gente?

Já tinha lido sobre a Ângela, os comentários da época eram esses mesmo. Que ela era racista e muito elitista, existe quem diga que ela matou o caseiro. Ela tinha passagens pela polícia se não me engano, tentou “sequestrar” os filhos do ex- marido e foi presa por posse de maconha (muito mico, mas era outra época kkkkk)

nossa, fiquei mega impactado com essa situação
o ex dela trocou o desquite (pq na época não tinha divórcio) pela guarda dos 3 filhos que eles tinham. e uma vez ela simplesmente pegou uma das filhas e levou pra viajar com ela.
tbm vi que desses 3 filhos 2 morreram em acidente

Gente…ela era muito louca né? Do tipo intensa?

nossa, SIM
tanto que hoje pra quem investiga/pesquisa sobre a vida dela é muito difícil separar o que é boato que essa intensidade dela despertou na alta sociedade e o que de fato rolou

Ela era conhecida como Pantera de Minas, ganhou o apelido após se envolver com um colunista. O que você achou do filme? Digo a interpretação da Isis e toda a retratação do caso?

Acho que a Angela era muito a frente do seu tempo em questão a liberdade pessoal e extremamente conservadora quanto qualquer coisa que não envolvesse ela.