ASTRO DE ILUMINADAS - Wagner Moura vê futuro para brasileiros em Hollywood: 'Barreiras derrubadas'

Um dos atores brasileiros com mais prestígio em Hollywood na atualidade, Wagner Moura aposta que outros artistas do país ganharão mais oportunidades internacionais no futuro. Coprotagonista de Iluminadas, nova série do Apple TV+, ao lado de Elisabeth Moss, ele acredita que barreiras estão sendo quebradas na indústria.

Moura ganhou destaque internacional ao protagonizar as duas primeiras temporadas de Narcos (2015-2017) na Netflix. Na pele do icônico narcotraficante Pablo Escobar (1949-1993), o ator de 45 anos conquistou o público nos Estados Unidos e chegou a ser indicado ao Globo de Ouro pelo papel.

bate-papo com jornalistas do qual o Notícias da TV participou, Moura disse que o antigo preconceito de norte-americanos e europeus com produções com legenda estão acabando. Um exemplo desta nova realidade, segundo ele, é a vitória de Parasita (2019) como melhor filme no Oscar 2020.

“Acho que é um movimento imparável. Muito em breve nós vamos ver [outros] brasileiros trabalhando em produções internacionais. O streaming abriu portas muito grandes para isso”, explicou o astro.

Eu me lembro que quando eu fazia Narcos, nossa grande discussão com os produtores era se os americanos iam conseguir assistir a uma série com legenda. Isso foi em 2015. Pouquíssimos anos depois, Parasita ganhou o Oscar. Essas barreiras vão sendo derrubadas a cada ano, a cada mês. A tendência é, sim, ver muitos talentos do Brasil fazendo filmes em outros línguas.
Sobre o seu trabalho em Iluminadas, Moura confessou ter se apaixonado pelo roteiro desde o início. Segundo ele, a série faz uma mistura de gêneros que torna a experiência de assisti-la ainda mais intrigante e capaz de conquistar o coração do público.

Na trama, o ator interpreta Dan Velazquez, um jornalista alcoólatra que se une à protagonista Kirby (Elisabeth Moss) na busca por um serial killer. Apesar de amar as nuances que compõem o personagem, Moura revelou que precisou lutar para manter uma característica que ele considerava essencial para o seu trabalho: tornar Dan brasileiro.

“O fato de ele ser brasileiro e falar português foi uma coisa que eu trouxe. No livro, Dan é porto-riquenho. E era uma coisa importante para Silka [Luisa, showrunner da série] porque a família dela é dominicana e tem ligações com essa origem. Então eu tive que convencer de que seria muito mais orgânico eu fazer um personagem pai, imigrante, que fosse brasileiro, de onde eu vim”, contou.

A principio, de acordo com o astro, Silka não gostou da ideia. Foi apenas com o trabalho do ator no decorrer das gravações que a showrunner acabou convencida de que havia tomado a decisão certa.

Ela não queria fazer isso. Foi lá pelo terceiro episódio que ela chegou para mim no set e agradeceu minha proposta. Ela disse: ‘Foi ótimo você ter proposto isso. É lindo ver você falando português com esse menino, é orgânico’. [Enquanto ator,] Tem coisas que você vai propondo. Algumas rolam, e outras não.

Da direção para atuação
Com mais de 20 anos de carreira como ator, Wagner Moura estreou no ano passado Marighella (2021), seu primeiro projeto na cadeira de diretor. Aos jornalistas, o astro explicou como o seu trabalho nas duas funções colaborou para a sua participação em Iluminadas.

“A experiência de dirigir me deu um sentimento de entender melhor a importância que um ator tem no set de filmagem. Antes eu achava que estava ali apenas contribuindo. Tem horas que você está com a corda no pescoço e o ator te dá uma luz para terminar o dia. Eu consegui entender como os atores podem ajudar um diretor”, explicou.

Já experiente em atrações internacionais, Moura disse que, além da paixão à primeira vista pelo roteiro, foi a possibilidade de trabalhar com uma atriz do calibre de Elisabeth Moss que o convenceu a aceitar o convite para a nova série do Apple TV+.

“Eu achei [o roteiro] uma das melhores coisas que li nos últimos anos. Bem escrito, uma mistura difícil de balancear. Eu gostei do personagem, um jornalista, que é a minha formação original. E trabalhar com a Elisabeth Moss, uma das melhores atrizes americanas da atualidade. E ela dirige alguns episódios. Era bonito vê-la fazendo isso. Ela estava em cena com você e ao mesmo tempo atenta ao redor”, concluiu.

Assista ao trailer legendado oficial de Iluminadas: