Ator Global Cridemar Aquino está a 2 anos sem fazer sexo

O ator Cridemar Aquino usou as redes sociais para falar de liberdade sexual e provocou reflexões importantes sobre o assunto que muitas vezes se torna tabu nas rodas de conversas.

Em uma postagem com bolo ilustrativo e animação, o ator, que vive o delegado Nunes em “Quanto Mais Vida Melhor” , da Rede Globo de Televisão, usou as redes sociais para divulgar que está há dois anos sem prática sexual com outras pessoas, talvez por opção, e provocou reflexões profundas obre o assunto.

O artista revelou para seus seguidores o motivo de sua escolha e o porquê de considerar o assunto importante.

“ Sabemos que mulheres e homens negros infelizmente são objetificados sexualmente por contados seus corpos serem vistos na maioria das vezes como máquinas de prazer, sabendo disso então pergunto: Você consegue passar por longos períodos sem se relacionar sexualmente? Isso é um problema pra você?”

Logo após a publicação o ator recebeu diversas mensagens de apoio e de respeito com relação ao seu posicionamento. Para Cridemar, o ato sexual deve ser encarado como algo libertador e não obrigatório, até mesmo a opção de não fazê-lo.

“Existem algumas pessoas que passam por longos períodos sem se relacionar sexualmente e outras não, e isso jamais poderia ser considerado um problema! O ato sexual tem que ser algo consensual, prazeroso e satisfatório para todas as pessoas envolvidas nele. Convenções sociais não ajudam em nada neste sentido.”

Cridemar ainda deixou uma mensagem de incentivo e aceitação ao revelar sua decisão: “Sejamos todos felizes com as nossas escolhas. Eu por exemplo, estou completando este mês 2 anos sem fazer sexo com outras pessoas e tá tudo bem. Temos que procurar entender o movimento e os ciclos existentes de cada pessoas em preconceitos e cobranças!”, afirma.

Com 24 anos de carreira e uma trajetória de sucesso nos palcos, nas telas e na TV, o ator vive um ótimo momento profissional no papel de uma autoridade policial. Cridemar tem consciência racial e sabe da importância de sua representação na vida real. “Aceitar-se é um processo de evolução e entendimento profundo de nossas próprias raízes! Somos lindos e interessantes do jeito que somos e ponto, nunca deixe ninguém dizer o contrário disso.”, conclui.

Cridemar

Um textão desses pra dizer que não trepa há dois anos

eu escolhi esperar

realidade: discípulo de sarah sheeva

posso ser o cuzinho de libertação dele, se quiser.

eu tb, normal

É sobre isso

E tá tudo bem!