Bebe a Bordo estreia dia 08 de novembro no Globoplay

Sucesso das 19h, Bebê a Bordo (1988) é o primeiro clássico resgatado pelo Globoplay em novembro. A novela de Carlos Lombardi será disponibilizada para assinantes no dia 8, conforme informação entregue com exclusividade pela Comunicação da plataforma de streaming à coluna. Ainda não há notícias sobre o segundo título do mês – Pecado Capital (1975) estava cotada para a vaga tempos atrás.

Bebê a Bordo parte do encontro de Ana (Isabela Garcia) e Tonico (Tony Ramos). Após compactuar com o marido Zezinho (Léo Jaime) em um assalto a banco, ela foge no carro do assessor político. A situação se complica quando a jovem entra em trabalho de parto. Ana foge e Tonico assume a responsabilidade sobre a criança, Heleninha (Adriana Valbon / Beatriz Bertu).

A pequena acaba transitando por vários núcleos, incluindo o de Laura (Dina Sfat), milionária que, anos atrás, abandonou a filha, Ana. As duas acabam em luta na Justiça pela guarda da Heleninha, que também desperta o afeto dos irmãos Rei (Guilherme Fontes) e Rico (Guilherme Leme).

Bebê a Bordo marcou época por conta da narrativa “tresloucada” de Carlos Lombardi. A trama chegou a bater a audiência do folhetim das 20h, Vale Tudo (1988). Os irmãos Rei e Rico popularizaram a expressão “levar coelho”, utilizada como referência a relações sexuais. A liberdade proporcionada pela abertura política e a proximidade do fim da Censura Federal permitiram ousadias como esta ao enredo.

PUBLICIDADE

O Canal Viva escalou a trama para a faixa das 15h30, em 2018. Mas após quatro meses no ar, por razões nunca especificadas, Bebê a Bordo foi editada pelo canal. O término previsto para setembro foi antecipado para junho. Diante das reclamações do público, o Viva manteve os capítulos na íntegra apenas em sua plataforma on-demand, Viva Play.

A obra conta com direção de Roberto Talma. O elenco reúne Ary Fontoura, José de Abreu, Maria Zilda Bethlem, Nicette Bruno, Sebastião Vasconcelos, Armando Bógus, Débora Duarte, Françoise Forton, Inês Galvão, Patricya Travassos, Carla Marins, Deborah Evelyn, Jorge Fernando, Márcia Real e Tarcísio Filho, entre outros.

Respeitável Público
Um show tão maluco

É uma novela bem ok no geral porem não tem nada de memoravel

Forçou horrores. Tonico é um dos personagens mais lembrados do Tony, foi a última novela da grande atriz Dina Sfat e os irmãos vividos pelos Guilhermes Leme e Fontes foram febre na época. Imemorável só se for pra você.

Fora que causou uma revolução quando foi reprisada no Viva e foi boicotada. Gerou de longe o maior backlash que o canal já recebeu esses anos todos.

É boa e foi injustiçada no Viva
Mas podia esperar mais, não precisava vir agora
Deveria entrar alguma do Gilberto Braga como homenagem (Dancin’ Days, Água Viva ou O Dono do Mundo, ou a versão na íntegra de Anos Dourados).

A Próxima Vítima eternamente esquecida no churrasco do Globoplay, afff

Não que a novela seja ruim amigo, até gosto porem a trama não me cativou tanto como eu esperava

Ah tá, você viu no Viva? Normal, muita gente não gostou. Tanto que derrubou a audiência alta de Tieta e o Viva, pela primeira vez, editou uma novela pra acabar antes do programado. Foi um bafafá na época, muita gente surtando nas redes (com razão). Acabaram colocando Vale Tudo no lugar dela pra conter a insatisfação.

Por isso que disse que imemorável ela não foi, foi sucesso em 1988 (chegava a superar Vale Tudo no início) e ficou marcada (negativamente) por essa confusão no Viva.

1 curtida

Vcs entregam a idade

Putz, assisti quando passou pela primeira vez na Globo.
Novela boa na época.

Verdade, morro de vontade de rever. Poderiam incluir todos os finais alternativos também.

ai vou assistir
isso era um circo mesmo kkkkkkkkkkkk

1 curtida

NOSSA DANCIN’ DAYS AI SIMMMMMMMMMM

Nossa, que inveja. Não conhecia muito sobre e me apaixonei completamente quando reprisou no Viva. A novela mais autêntica e histérica que já vi, cada diálogo era absurdamente inesperado e irreverente. Não tem nada parecido e nem adianta procurar. O próprio Carlos Lombardi não conseguiu replicar aquela histeria maravilhosa depois, as próximas novelas dele foram mais quadradinhas (nem que seja pela direção, já que Bebê a Bordo parecia uma viagem de ácido).

1 curtida

É capaz de soltarem Anos Dourados do nada, como foi com O Tempo e o Vento depois do Paulo José e Tarcísio falecerem. Reprisou no Viva recentemente e já tá no servidor do globoplay, só tirar do oculto.

Grande minissérie, uma das melhores de todas mesmo sem uma temática forte. Prova máxima de como Giba era genial, até uma minissérie histórica simples se tornava um clássico.

sou doido para ver essa e meu sonho eles colocarem Água Viva depois, será que um dia vem ai?