Bolsolão do MEC: Assessor de ministro de Bolsonaro é demitido após revelação sobre pastores

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, exonerou um assessor especial que fortalecia o elo entre o MEC (Ministério da Educação) e os pastores que, mesmo sem cargo no governo, atuam na negociação de verbas federais.

A Folha revelou nesta segunda-feira (21) áudio em que o próprio ministro afirma que o governo prioriza prefeituras cujos pedidos de liberação de verba foram negociados pelos pastores Gilmar Santos e Arilton Moura.

Ele diz ainda que isso atende a uma solicitação do presidente Jair Bolsonaro (PL) e menciona pedidos de apoio que seriam supostamente direcionados para construção de igrejas.

Mais uma turbulência pre-eleição
Eu amo @Alfa_beta

Elendil

E ele que tava entregando o esquema vai sair impune?

coitado

kkk mas ele mesmo disse que o mandante foi o biro biro

que palhaçada

Contra áudio nao ha argumentos

mas ele está acima da lei aparentemente kk

Ele demitido os pastores que nem cargos tinham kkkkkkk

Se eu fosse esse assessor eu ia no fantástico domingo dar uma entrevista de 30 minutos

Só pra testar uma coisa

Qual sera a cortina de fumaça ein?

Faço nem ideia, mas o centrão já ta de olho no cargo kkkkk

ele nem precisa mais disso, quem o segue ainda vai continuar seguindo não importa quantas denúncias apareçam

@CPI

Espero que o Seu Barriga do MEC seja exonerado e processado

A repercussão quase nula disso

Bora Bonner, tá esperando o que pra passar isso no jn?

Só se fosse assessor do governo do PT

E vão queimar o candidato que eles vão fazer campanha pra derrubar o Lula?

1 curtida

O recheio

meu deus, pegando diinheiro do fnde pra roubar

e ainda falou com todas as letras que o bolsonaro pediu. Ah, mas se fosse alguém do pt