Bolsonaro concede "Medalha do Mérito Científico" a si próprio

Bolsonaro concede “Medalha do Mérito Científico” a si próprio

Paulo Guedes, Marcos Pontes e Carlos França, grandes expoentes da ciência brasileira, também foram homenageados nesta quinta-feira


Depois de propagar o negacionismo, sabotar a vacina e levar o país a mais de 600 mil óbitos, Jair Bolsonaro (foto) resolveu conceder a si mesmo a Medalha da Ordem Nacional do Mérito Científico.

O decreto foi publicado no Diário Oficial desta quinta-feira (4)

Bolsonaro, que afirma que a vacina contra a Covid pode provocar Aids, foi oficializado como grão-mestre. O ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, recebeu o título de chanceler.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, desafeto de Pontes, recebeu um posto no Conselho da Ordem, assim como Carlos França, das Relações Exteriores, e Milton Ribeiro, da Educação.

Bolsonaro deveria se contentar com a medalha do clube do “imbrochável”, que exibiu a apoiadores no cercadinho do Palácio da Alvorada.

2 postagens foram movidas para um tópico já existente: Bolsonaro se autocondecora com título de mérito científico