Boninho usurpa criação do SBT e da Record para divulgar filmes na Globo

Na televisão nada se cria, tudo se copia. Chacrinha morreu há mais de três décadas, mas a frase imortalizada pelo Velho Guerreiro continua bastante atual — e a Globo se tornou testemunha de como absolutamente nada mudou desde os anos 1980. Em uma tentativa de deixar o material publicitário da Sessão de Sábado mais atrativo, a emissora passou a alterar cenas dos filmes para incluir Marcos Mion, apresentador do Caldeirão, nos longas transmitidos pelo espaço. Seria uma ótima novidade, se o SBT e a Record não fizessem exatamente o mesmo há vários anos.

Diretor responsável pelo programa do ex-apresentador de A Fazenda, Boninho parece ter se esquecido de fazer o dever de casa. Em uma demonstração clara de desprezo (ou desconhecimento?) das concorrentes da líder de audiência, o executivo festejou o novo modo de divulgação dos filmes como se fosse uma criação inovadora do canal. “Agora todo filme da Sessão de Sábado ganha uma zoação criativa da turma que faz as chamadas da Globo. É o sábado animado do Mionzera”, festejou ele, em uma publicação feita em uma de suas redes sociais.

Uma rápida pesquisa, no entanto, é capaz de revelar que a montagem de apresentadores em cenas relacionadas aos filmes é uma ideia extremamente antiga. Há duas décadas, o SBT foi pioneiro neste modelo de divulgação, ao alterar imagens dos longas com imagens de Ratinho, que vivia uma fase de grande repercussão e altos índices de audiência. A emissora de Silvio Santos também inovou ao alterar novelas e seriados antigos para incluir publicidade de outros programas da rede, como a novela Carrossel, que em 2012 apareceu até em cartazes nos cenários da série Chaves.

Mais recentemente, foi a vez da Record abraçar a “zoação criativa” para divulgar suas sessões de filmes. Por lá, Sabrina Sato já foi incluída em cenas do romance Eu Quero Ficar Com Polly, e até mesmo o comandante Hamilton já teve seus momentos de galã hollywoodiano, interagindo com o personagem Godzilla. Até mesmo desenhos já foram alvos do departamento responsável pela criação de chamadas da emissora — no ano passado, Luiz Bacci contracenou com os pinguins de Tá Dando Onda. Mion, alvo da “inovadora” campanha, falou com Venom em sua antiga casa.