Brasil bate 400 mil mortes por Covid com risco de 3ª onda à vista

O Brasil chega hoje a 400 mil mortos pela covid-19 com um patamar ainda alto de óbitos diários e índices de mobilidade crescentes, o que, para especialistas, aumenta o risco de o País ter uma terceira onda da pandemia antes de atingir a imunidade de rebanho pela vacina.

Para cientistas especializados em epidemiologia e virologia ouvidos pelo Estadão , a reabertura precipitada das atividades econômicas antes de uma queda sustentada de casos, internações e mortes favorece que as taxas de transmissão voltem a crescer, com risco maior do surgimento de novas variantes de preocupação. Com isso, o intervalo entre a segunda e uma eventual terceira onda seria menor do que o observado entre o primeiro e o segundo picos.

“Nos níveis em que o vírus circula hoje, esse período entre picos pode ser abreviado, sim. Já vimos esse efeito em algumas localidades na virada do ano. A circulação em níveis altos favorece isso”, diz o virologista Fernando Spilki, coordenador da Rede Coronaômica, força-tarefa de laboratórios que faz o monitoramento genético de novas cepas.

jesus apaga a luz

a gente saiu da primeira?
parece que a gente tá numa constante de mortes que já dura um ano

4 curtidas

@Coroners

O Covid fazendo a Reforma da previdência

Que a partir de agora a coisa desacelere e essa terceira onda não chegue

Aí gente que triste

o sonho do guedes se concretizando

1 curtida

gente e pensar que se continuar assim, chega em 500 mil ate setembro

1 curtida

apaga

1 curtida

até setembro vc tá sendo bem generoso

se continuar 3k por dia

sera bem antes

setembro?

15 dias depois do dia das mães vamos iniciar a escalada de um novo pico, nem falo de onda pq a gente nunca conseguiu controlar nem a primeira direito…

1 curtida

voce quis dizer junho né?

vai me atacar ?

1 curtida

No caso bem antes né?

em maio

O PAULO GUEDES comemorando horrores