Brasil é favorito para sediar a Copa Feminina de 2027

Brasil alcança nota 4 enquanto candidatura concorrente recebe 3,7; Fifa escolhe país-sede no dia 18 de maio

Delegação da Fifa em visita à CBF em fevereiro deste anoDelegação da Fifa em visita à CBF em fevereiro deste ano
Créditos: Joilson Marconne / CBF

A candidatura brasileira à sede da Copa do Mundo de 2027 obteve a melhor nota na avaliação dos técnicos da Fifa. O Brasil conseguiu nota 4 enquanto a candidatura adversária (que conta com Alemanha, Holanda e Bélgica) atingiu a pontuação de 3,7. As informações constam no Relatório de Avaliação de Candidaturas realizado pela entidade que comanda o futebol mundial. A nota máxima da avaliação era 5.

No relatório de quase 100 páginas, os integrantes da delegação da Fifa que inspecionou o Brasil elogiaram os estádios escolhidos pelo Brasil para sediar o evento e destacaram o potencial comercial do país.

“A candidatura do Brasil oferece bons estádios, construídos especificamente e geralmente configurados para os maiores eventos internacionais, tendo recebido a Copa do Mundo de 2014. Apresenta também uma forte posição comercial, com uma combinação de potencial de arrecadação e de eficiência nos custos”, informaram os executivos da Fifa no documento.

Troféu da Copa do Mundo FIFA Feminina 2023Troféu da Copa do Mundo FIFA Feminina 2023
Créditos: Mark Metcalfe - FIFA/FIFA

Os integrantes da delegação levaram em consideração o apoio governamental à candidatura brasileira. A equipe da Fifa visitou o país em fevereiro e inspecionou Rio de Janeiro, Brasília, Pernambuco e Salvador.

“A CBF e o governo brasileiro demonstraram apoio à candidatura e compromisso em sediar o evento, o que é particularmente importante, já que seriam necessários certos investimentos em infraestrutura e serviços para garantir o sucesso do torneio. Por último, vale a pena notar que, se a candidatura for bem sucedida, a América do Sul seria a anfitriã da competição pela primeira vez, o que teria impacto tremendo na vida do futebol feminino da região”, completou.

O relatório avalia uma série de critérios como infraestrutura, serviços, aspectos comerciais, sustentabilidade e direitos humanos.

Nas inspeções às cidades, a comitiva da Fifa foi liderada pela neozelandesa Sarai Bareman, diretora-chefe de futebol feminino da FIFA, que também coordenou a edição do relatório.

Delegados da Fifa inspecionam MaracanãDelegados da Fifa inspecionam Maracanã
Créditos: Staff Images Woman / FwwcBR

“Ficamos muito felizes com o resultado do relatório da Fifa. O documento mostra que o Brasil cumpriu com excelência as rígidas exigências do processo de candidatura”, afirmou o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, que lidera a candidatura do país.

A Fifa vai anunciar o vencedor no dia 17 de maio, na Tailândia. Na ocasião, as 211 associações filiadas à FIFA decidem a candidatura que vai realizar a Copa do Mundo Feminina de 2027 por meio de votação aberta.

"O resultado divulgado pela Fifa aumenta ainda mais a nossa força para trabalhar mais nesta reta final. Vamos intensificar o trabalho em busca do maior número de votos possíveis. Queremos o apoio de todos ", completou Ednaldo Rodrigues.

https://www.cbf.com.br/a-cbf/informes/index/copa-do-mundo-feminina-2027-brasil-consegue-maior-nota-1

Provavelmente os asiáticos vão votar na candidatura Europeia, a África que vai decidir a balança