Câncer: Anvisa aprova nova terapia genética inovadora de CAR-T Cell no Brasil; entenda como funciona

Morro como o câncer de pâncreas é agressivo e resistente.
O tratamento de CAR-T Cell não funciona nele. Ou seja, continua sendo um dos cânceres com maior taxa de mortalidade.

Tem alguns estudos incipientes que usam umas técnicas mistas para o CAR-T Cell conseguir agir no câncer de pâncreas. Tem um estudo de uma brasileira que ganhou prêmio internacional falando disso.

Nossa alimentícia kkkkk ajuda MUITOOO

???

E é doido que cada um tem um monte de subvariações e singularidades né?
Tipo, câncer de mama, usamos esse termo como um guarda-chuva porque na análise genética cada pessoa vai ter um câncer com singularidades específicas que são janelas para um tratamento específico.
Por isso a análise genética é muito importante e quanto mais avançar e se tornar acessível, mais sucesso teremos na luta contra a doença.

aqui tu fatou irmã

Exato! Dependendo da variação genética, o tratamento pode ser mais leve ou mais pesado. É uma doença muito específica.