Cantor sertanejo Léo Magalhães é obrigado a pagar Ferrari que comprou e não pagou

A Justiça obriga o cantor sertanejo Léo Magalhães a pagar por uma Ferrari que ele comprou em Goiânia. Conforme os documentos do processo, o veículo custou cerca de R$ 511 mil, mas o valor não foi pago mesmo após cobranças por parte da loja. Cabe recurso da decisão.

O g1 entrou em contato com a defesa de Léo Magalhães por ligações que não foram atendidas. A reportagem também pediu um posicionamento para o cantor por meio das redes sociais.

Na decisão do dia 20 de novembro, a Justiça determinou que plataformas de músicas informem os valores de direitos autorais disponíveis para Léo Magalhães, a fim de debitar a dívida. O processo corre desde 2018.

A Justiça deu o prazo de 15 dias para que as plataformas informem sobre os valores disponíveis. Em seguida, o cantor terá 15 dias para se manifestar sobre a decisão.