Capa do álbum 'Noturno', a pior da discografia de Maria Bethânia, causa decepção entre seguidores da cantora

ANÁLISE – Assim que a gravadora Biscoito Fino divulgou a pré-venda do álbum Noturno , seguidores de Maria Bethânia começaram a expressar (compreensível) decepção com a capa do disco programado para ser lançado em 30 de julho, inclusive no formato de CD, fabricado em embalagem digipack .

Inexpressiva, a capa do álbum Noturno é a pior da discografia de Maria Bethânia, cantora habitualmente zelosa com a embalagem dos LPs, CDs e DVDs que lança regularmente desde 1965.

A ausência de qualquer atrativo na capa de Noturno obviamente gerou frustração entre o séquito da artista. Não foram poucos os comentários em redes sociais que manifestaram o descontentamento com a capa do álbum.

Chegou a ser divulgado na imprensa que a capa de Noturno estamparia um bordado feito pela artista. Mas o que se viu a partir da tarde de terça-feira, 21 de julho, foi uma capa que, além de contrariar a natureza do título Noturno pela predominância quase absoluta da cor branca, não está à altura da importância de Bethânia na música brasileira.

A história da indústria fonográfica está repleta de capas minimalistas. O álbum duplo The Beatles (1968), por exemplo, ficou popularmente conhecido como o Álbum branco dos Beatles justamente pelo minimalismo da capa branca que expunha tão somente o nome do grupo inglês. Mas ali havia um conceito.

Mesmo que haja um conceito na capa de Noturno , a ser explicado pela artista nas entrevistas para promover o disco, a imagem deixa a sensação de que foi produzida sem esmero, somente porque o álbum precisava ter uma capa.

É fato que, em disco (e em qualquer produto), o que mais importa é o conteúdo, e não a embalagem. A julgar pelos dois singles iniciais do álbum, A flor encarnada e Lapa santa , Noturno já se insinua como mais um dos grandes discos de Maria Bethânia.

Talvez até por isso a capa do álbum Noturno tenha causado tanta (justa) frustação entre os seguidores de Bethânia por estar nitidamente aquém da trajetória majestosa da cantora na música do Brasil.

@MPBichas

1 curtida

Gostou, @Chuck?

1 curtida

horrivel

1 curtida

o título da matéria kkkkkkkk
ele deve ter visto 3 pessoas no twitter reclamando, a falta de pauta

1 curtida

Foda-se a capa certeza que mais uma vez ela vai servir na qualidade musical e ser indicada mais uma vez ao grammy.

achei conceito

Me lembrou conceito dos álbuns dos anos 70.

1 curtida

avisa que provavelmente ela vai virar a 3º artista feminina nacional pré-2000 mais stremeada no spotify dps desse disco

2 milhões de rouanet pra isso, mô?

Então esse vai ser o primeiro álbum que eu vou escutar dessa senhora

Nossa muito preguiçosa msm e não me venha com conceito q é td branca pra contradizer o título ser noturno

Noturno, e a capa branca que chega a cegar o olho

Isso sem buzz de morte e outras coisas, rainha , estou muito ansioso para ouvir o hinario

sdds coverlandia

1 curtida

nem pra tirar uma foto na sala
não precisava nem ser de frente, qualquer conceito esse povo engole dela

1 curtida

Nossa, sério? Poxa more.

ouve o Recital na boite barroco

Parece a capa dos meus ppts
O conceito é minimalista