Cinco motivos provam que o Planeta Xuxa faz falta na TV

Em 5 de abril de 1997, o Planeta Xuxa estreou nas telas da Globo com a Rainha dos Baixinhos focada no público adolescente. Inicialmente, a atração era exibida aos sábados, mas no ano seguinte passou a ir ao ar nas tardes de domingo e permaneceu ocupando essa faixa da programação da emissora até 2002, quando chegou ao fim.

Em uma época de disputas aos domingos protagonizadas por homens, como Silvio Santos, Faustão e Gugu (1959-2019), o Planeta Xuxa foi o segundo programa dominical vespertino de auditório apresentado por uma mulher na TV aberta brasileira. O primeiro também era comandado pela loira, o Programa Xuxa, de 1993.

Grande parte do sucesso do Planeta foi creditada à espontaneidade de Xuxa no palco. Apesar de não esconder a vontade de voltar a falar com o público infantil, ela admitia que seus baixinhos já haviam crescido e se dedicava ao público jovem naquele momento. Alguns quadros do programa também bombaram e são lembrados até hoje. Com o sucesso do projeto Xuxa Só Para Baixinhos e o tumultuado rompimento entre Xuxa e Marlene Mattos, a atração chegou ao fim em julho de 2002. Anos depois, em 2014, ganhou reprises no Canal Viva, mas saiu do ar com a ida da loira para a Record.

Espontaneidade de Xuxa

Cinco motivos provam que o Planeta Xuxa faz falta na TV
Xuxa vibrando com a informação de que seu programa estava em primeiro lugar no ranking de audiência - Reprodução/TV Globo

Marlene Mattos, ex-empresária de Xuxa e diretora do Planeta, creditou o sucesso da atração à espontaneidade e liberdade com que a apresentadora comandava o programa. A atração rendia bons números para o ibope da antiga vênus platinada e, muitas vezes, superava a audiência do Domingão do Faustão.

O clima de alegria marcou o vespertino, que eternizou alguns momentos, como Xuxa pulando e dançando ao ser avisada de que estava em primeiro lugar no ibope, a lição que ela recebeu de Clodovil (1937-2009) sobre amor-próprio, e Fausto Silva sendo colocado contra a parede para esclarecer boatos de que ele vivia mal-humorado.

Intimidade

Cinco motivos provam que o Planeta Xuxa faz falta na TV
Xuxa entrevistando Nair Bello (1931-2007) no quadro Intimidade - Reprodução/TV Globo

O quadro Intimidade se tornou um dos pontos fortes do programa e Xuxa fazia perguntas pessoais a convidados famosos. O primeiro a encarar a sabatina da apresentadora foi Marcello Antony, mas também passaram pelo sofá outras personalidades, como as atrizes Letícia Sabatella e Arlete Salles, os jogadores de futebol Ronaldo e Renato Gaúcho, o cantor Mark Knopfler, da banda britânica Dire Straits, o juiz Siro Darlan, entre outros.

Em 2014, em uma entrevista ao Jornal Extra, Xuxa revelou o que mudaria no quadro caso o programa tivesse sido produzido alguns anos depois.

“Acho que teríamos mais interação, mais internet, mais chat com perguntas abertas pela internet.”

Transformação

Cinco motivos provam que o Planeta Xuxa faz falta na TV
Antes e depois de participante do quadro Transformação - Reprodução/TV Globo

Outro destaque do Planeta era o quadro Transformação. Atrações do tipo fazem sucesso até hoje na televisão, mas, quando completou um ano no ar, em abril de 1998, o dominical ganhou um salão de beleza e Xuxa selecionava pessoas da plateia dispostas a dar uma revigorada no visual, do corte de cabelo às roupas.

Semanalmente, quando chegava a hora da atração, os participantes levantavam as mãos, eufóricos, e acenavam para a apresentadora, pedindo para serem os escolhidos. No quadro, a rainha dos baixinhos chegou a receber pedidos inusitados, como o de um rapaz, que gostaria de se transformar na própria loira em um especial de carnaval.

Atrações musicais

Cinco motivos provam que o Planeta Xuxa faz falta na TV
Ivete Sangalo e Xuxa no palco do Planeta - Memória Globo

As atrações musicais do programa eram divididas por algumas categorias. No Top Brasil, eram apresentadas as músicas que figuravam nas paradas musicais da semana e, no Lançamento, um radialista analisava as novas canções. Outros hits eram divididos por temas, como trilhas sonoras de novelas e videoclipes internacionais.

Ivete Sangalo, Jota Quest, Só Pra Contrariar e Timbalada foram alguns dos artistas que marcaram presença no palco da atração, mas Xuxa também recebia cantores internacionais que estavam de passagem pelo Brasil. A loira, inclusive, abriu espaço para o funk em seu programa, indo na contramão da resistência que a TV tinha ao ritmo naquela época.

Assistentes de palco

Cinco motivos provam que o Planeta Xuxa faz falta na TV
As Garotas do Zodíaco do Planeta Xuxa - Acervo Pessoal

Durante os cinco anos em que o Planeta Xuxa esteve no ar, a titular da atração contou com a ajuda de vários grupos de assistentes de palco, como as Paquitas New Generation e as Paquitas da Geração 2000, que migraram para o Xuxa Park e abriram espaço para as Garotas do Zodíaco, 15 novas ajudantes que representavam signos diferente. O programa ganhou também a primeira geração de Papaquitos.

Em 2001, Xuxa ganhou outros assistentes de palco, os Mano e as Mina, uma turma de quatro rapazes e três meninas que tinham a incumbência de animar ainda mais a plateia. Théo Becker e Renato Vianna também auxiliavam a apresentadora e eram chamados de Fortões.

2 curtidas

a transformação meu deus

2 curtidas

Resumindo: não faz falta

Aqui a Xuxa foi muito luz, em pleno 1999 ela incentivou e deu espaço pra ele sem fazer ele de chacota, como todos faziam com gays na tv nessa época !!

Ele todo emocionado…
Isso merecia até um tópico solo !!

E ainda tenho que ouvir poczinha de 12 anos desmerecendo o apoio dessa mulher aos LGBT. Ela deixou até ele performar gente

1 curtida

O auge da Xuxa como comunicadora. Transitava entre todos as faixas de público, excelente entrevistadora, dominava o palco como ninguém e tirava o ao vivo de letra. Nenhuma chegou perto do que ela era nessa época. E foi a primeira apresentadora fashion icon.

1 curtida

Ok milo

Esse programa era MARAVILHOSO
Ainda lembro dela indo atrás da Britney, e da entrevista com a Mariah

foi muito iconico