CLARKE PETERS: Pirata moderno? Ator de The Wire volta à infância para atuar em La Fortuna

Famoso por ter interpretado o detetive Lester Freamon na aclamada série The Wire (2002-2008), Clarke Peters encarou um desafio bem inusitado em La Fortuna, que estreia neste domingo (16) no canal AMC. Além de dar vida a um pirata moderno, um papel diferente de tudo o que já tinha feito, o ator norte-americano teve de se virar para entender o que acontecia nos bastidores da produção --rodada na Espanha e falada principalmente em espanhol.

Para não fazer feio em meio aos colegas hispanofalantes, o astro de 69 anos voltou à infância. “Quando eu tinha uns nove anos, minha mãe previu que a comunidade latina ia dominar Nova York [cidade onde ele nasceu e cresceu] e que todos nós precisaríamos aprender espanhol”, conta ele em entrevista exclusiva ao Notícias da TV .

“Então, meu espanhol começou naquela época com ‘pollito chicken, gallina hen, lápiz pencil, and pluma pen. Ventana window, puerta door, maestra teacher, and piso floor’ (risos)”, diverte-se o veterano, cantando um clássico infantil que poderia estar em um disco internacional da Galinha Pintadinha ou do Mundo Bita.

O problema, admite Peters, é que ele não foi muito longe nas lições. “Esse foi o início do meu espanhol, e acho que foi o fim também (risos). Não foi tão difícil voltar [para a série]. Mas consigo entender melhor do que falo, com certeza.”

Criada e dirigida pelo cineasta Alejandro Amenábar (de Os Outros e Mar Adentro), em seu primeiro trabalho na TV, La Fortuna conta a história de um navio naufragado há séculos que é encontrado nos dias de hoje. Dentro dele, um tesouro avaliado em US$ 500 milhões (R$ 2,7 bilhões), o maior da história.

Inicia-se, então, uma guerra pela quantia: de um lado, o ambicioso explorador marítimo Frank Wild (Stanley Tucci), norte-americano que encontrou os destroços da embarcação; do outro, o governo espanhol, que tem apenas sete dias para provar que o navio em questão é seu e, portanto, tudo o que estava dentro dele deve pertencer ao país também.

Álvaro Mel interpreta o determinado Alex

O personagem de Peters, o advogado Jonas Pierce, está do lado dos mocinhos. Amigo de Frank no passado, ele se junta ao jovem diplomata Alex (Álvaro Mel) e à frustrada historiadora Lucía (Ana Polvorosa) na tentativa de encontrar qualquer evidência que devolva a fortuna à Espanha. Na companhia dos dois espanhóis, o jurista até se arrisca com algumas frases no idioma de Cervantes (1547-1616), embora fale inglês a maior parte do tempo.

“Para mim, foi empolgante trabalhar em uma língua diferente. E libertador também, de certa maneira. Pude me aventurar em um lugar que não era confortável para mim, mas tinha que contar a história do mesmo jeito. E Jonas também vive esse desconforto, então usei isso como parte da jornada do personagem. Esse aspecto não exigiu muita atuação (risos)”, diverte-se.

Guerra Espanha x Estados Unidos?

O veterano ainda é rápido para afirmar que La Fortuna não pretende contar a história de uma guerra entre Espanha e Estados Unidos. “Já me perguntaram se era isso, e não é. É sobre o certo contra o errado. Tem coisas que são claramente corretas ou erradas, e outras que ficam em áreas cinzentas. Acho que Jonas deseja fazer o certo e impedir o que é errado”, filosofa Peters.

Ele adianta que topou o convite para fazer a série pela possibilidade de trabalhar com Amenábar, de quem já era fã, e também por contar uma história de piratas modernos. “Frank e Jonas começaram a procurar tesouros quando eram jovens. Em algum momento, eles tomaram caminhos diferentes. Enquanto um quer usá-los para o ganho pessoal, o outro deseja que a humanidade prospere. Mas os dois são caçadores de fortuna, piratas de certa maneira, só têm motivações bem diferentes”, finaliza.

La Fortuna conta com seis episódios de uma hora e estreia neste domingo (16), às 22h, no canal AMC. Confira o trailer (em espanhol) da produção: