Coaches de curso de 'pegação' em SP são indiciados por favorecimento de exploração sexual

A Polícia Civil de São Paulo concluiu a investigação e indiciou, por favorecimento de exploração sexual, os coaches americanos que teriam usado brasileiras como “cobaias” em uma festa em São Paulo. O evento seria, na verdade, uma “aula prática” de um curso que ensina homens a conquistar mulheres. O delito tem pena prevista de dois a cinco anos de prisão.

A apuração foi remetida ao Poder Judiciário. O Tribunal de Justiça e o Ministério Público ainda não se manifestaram. A informação é do jornal “Folha de S. Paulo”.

O inquérito policial foi aberto no 34º DP, depois que uma vítima, de 27 anos, se reconheceu em imagens divulgadas da festa e registrou o boletim de ocorrência pela Delegacia Eletrônica. Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública do estado, o caso foi investigado como “favorecimento de prostituição” ou outra forma de “exploração sexual”, que inclui agenciar, aliciar, transportar, transferir, comprar, alojar ou acolher exploração sexual.

O caso gerou grande repercussão depois que mulheres convidadas à festa disseram não saber que se tratava de um evento promovido pelos coaches americanos Mike Pickupalpha e David Bond para ensinar homens a “pegar” mulheres.

Algumas chegaram ao evento por meio de convites em redes sociais. Outras, depois de terem conhecido alunos do curso em aplicativos de relacionamento, como o Tinder.

Cursos de até R$ 240 mil

Pickupalpha e Bond promoveram a “aula” em uma mansão no Morumbi, na Zona Sul de São Paulo, no fim de fevereiro. A dupla comanda o chamado “Millionaire Social Circle” (Círculo Social de Milionários) e oferece cursos que custam de US$ 12 mil (cerca de R$ 57,8 mil, na cotação atual) a US$ 50 mil (cerca de R$ 240 mil).

O pacote inclui viagens a diversos países do mundo em que os alunos são levados a “aulas práticas” de conquista. Outras edições já aconteceram na Costa Rica, Colômbia e Filipinas.

A Embratur (agência de promoção do turismo internacional) acionou a Polícia Federal para que o grupo fosse investigado.

Os coaches parecem não ter se abalado com a enxurrada de críticas. No Instagram, Mike Pickupalpha ironizou: “Fizemos a maior festa do Brasil e as feministas não puderam lidar com isso”, escreveu ele. Eles ainda atacaram uma das mulheres gravou um vídeo na festa, dizendo ser uma “garota feia e gorda”. “As mulheres atraentes nos defenderam. Nos vídeos da festa, todos estão sorrindo”, disseram.

Fonte: Coaches de curso de ‘pegação’ em SP são indiciados por favorecimento de exploração sexual

visitando tópicos mortos clayzinho?

Sim mo, estou passado na quantidade de tpcs sem resposta

efeito variedades

mas o variedades tbm tá bombando de 0 respostas
tem uns 15, isso só contando os de hj

Eu lembro dessa história. Foi bem chocante

up por amor (e caridade tbm)

Podiam ter deixado pra galera do rio fazer o que sempre fazem com esses gringos patéticos

plssss

Seria instrutore?

instruiria as divas a se juntarem e quebrarem eles no meioh

Morro de ódio com essas histórias, esse país vai ser sempre visto como um puteiro. Tá feliz, Anitta?

povo idiota da porra

Que nojeira

Ainda planejo escrever uma história ou ensaio sobre coaches. Essa praga é uma nojeira só. Esses homens se vestem como advogados de uma causa misógina e extremamente segregatória.