Com baixo Ibope, Quanto Mais Vida, Melhor tem virada para tentar crescer

A novela Quanto Mais Vida, Melhor vem se movimentando e lutando para crescer na audiência, embora tudo que tenha ocorrido nesses poucos mais de 80 capítulos não tenham sido suficientes para resolver a baixa dos índices que toma praticamente todos os horários da Globo. Dessa vez, a produção de Mauro Wilson terá uma vira surpreendente nos próximos dias para tentar mudar os rumos: os quatro protagonistas irão trocar de corpos.

Previsto para acontecer a partir do próximo sábado (26), os protagonistas serão punidos pela Morte (A Maia), depois de nenhum deles mudar de vida após o acidente e com a oportunidade que ganharam para ter mais um ano de vida. A paixão de Flávia (Valentina Herszage) por Guilherme (Mateus Solano) fará com que ela tenha a chance de entender o “doutor das galáxias”, já que ela irá para no corpo dele.

Além disso, quem também terá de enfrentar a fúria da morte é Paula (Giovanna Antonelli), que chegou a inventar uma doença incurável, dizendo a todos que só tem alguns meses de vida. Por causa disso, ela terá que passar um tempo no corpo de Neném (Vladimir Brichta), enquanto o jogador, que segue dividido entre a ricaça e seu grande amor, terá de entender tudo o que acontece com a empresária.

As mudanças, segundo apurou a reportagem, estavam previstas na sinopse para pouco depois da metade da trama e não houve alterações no cronograma. Se houvesse, no entanto, seria apenas em edição, já que Quanto Mais Vida Melhor foi praticamente toda gravada antes de ir ao ar, seguindo os novos protocolos sanitários estabelecidos pela Globo por causa da pandemia da Covid-19. Ou seja, não se trata de uma movimentação criada para elevar os números de audiência, mas a expectativa é de que isso ocorra.

Quanto Mais Vida Melhor derrapa no Ibope

imagem-texto

A novela da Globo, que marca a estreia de Mauro Wilson como autor de novelas, não tem reagido bem em termos de Ibope. Ainda que tenha recebido em baixa da última reprise da faixa, Pega Pega, que entregou com apenas 22,2 pontos de média, os índices da trama estão ainda mais baixos em seus primeiros 80 capítulos.

Levantamento do NaTelinha mostra que, na Grande São Paulo, que ainda é considerada a principal praça em termos de medição de audiência no Brasil, a novela das 19h acumula média de 20,0 pontos. Ou seja, houve uma queda de 10% em relação à mais recente produção reprisada no horário. Se a comparação for com a última inédita, a queda é grande, já que Salve-se Quem Puder terminou com 27,2, ou seja 26,5% a menos. Com isso, Quanto Mais Vida, Melhor amarga o pior desempenho do horário desde 2014, quando Geração Brasil terminou com 19,4.