Com voto do PDT, CCJ da Câmara aprova PEC que dá a Bolsonaro mais 2 indicações ao STF

Depois de causar polêmica ao garantir a aprovação da PEC dos Precatórios no primeiro turno no plenário da Câmara dos Deputados, a bancada de deputados do PDT de Ciro Gomes voltou a dar votos importantes para o bolsonarismo na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) nesta terça-feira (23) .

O PDT esteve entre os partidos que orientou favorável à Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 159 , que pretende antecipar a aposentadoria de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) . Com o apoio do partido de oposição, a comissão aprovou o projeto de autoria da deputada Bia Kicis (PSL-DF), bolsonarista ferrenha que preside a CCJ.

A PEC 159, que tem como objetivo reverter a chamada “PEC da Bengala” de 2015, e retroceder a idade de aposentadoria compulsória dos ministros do STF para 70 anos, conseguiu o apoio de 35 deputados na CCJ. Apenas 24 membros do colegiado foram contra. Somente PT, MDB, PSB, PSOL, PCdoB e PV foram contrários .

PSL, PL, PP, PSD, Republicanos e PDT orientaram a favor da admissibilidade da PEC de Bia Kicis . O Podemos de Sergio Moro , o Cidadania e o Novo não orientaram, mas também respaldaram a PEC, assim como DEM, PSC, PTB, Avante, Patriota. Veja aqui como cada deputado votou.

Dos três membros do PDT na comissão, apenas Túlio Gadelha (PDT-PE) se opôs à admissibilidade da proposta da deputada bolsonarista.

A oposição criticou a aprovação do texto. “Lamento que a CCJ tenha aprovado por 35 a 24 uma PEC que é uma tentativa de avançar os poderes da extrema-direita nas indicações ao Supremo Tribunal Federal e ir por dentro do sistema restringindo as liberdades democráticas não que Bolsonaro tenha essa força, mas há um casamento do centrão com o Bolsonaro”, disse a deputada Fernanda Melchionna (PSOL-RS) durante a sessão.

O texto segue agora para Comissão Especial e depois deve ir à plenário, se passar pela comissão. Caso aprovada na Câmara, a proposta que aposenta ministros do STF cinco anos antes do previsto beneficiaria diretamente Bolsonaro, que poderia indicar mais dois nomes ao tribunal superior . Ricardo Lewandowski (73 anos) e Rosa Weber (73 anos) teriam que se aposentar durante o governo Bolsonaro.

meu deus, o brasil não pode ter mais essa desgraça

1 curtida

Será que o Siro vai suspender a candidatura de novo?

Ciro já tem que enfrentar o PDT e o Moro, tadinho

Ele vai fazer o Picachu surpreso de novo

@Esquerdistas

Dessa vez os 4 deputados do PSB nessa comissão votaram NÃO
No DEM, até o Kim Katupiry e o Luís Miranda votaram NÃO

1 curtida

Bolsonaro vai indicar mais 3 ministros nesse mandato. O que deixa ele com o total de 4. Maioria é 6, tá perto.

Juntando com os ministros moristas, vão fazer a farra.

Gilead chegando com força

prioridades

Muerta
Marina Silva eh a única via mesmo

Mais uma pro senado derrubar?

1 curtida

Isso não vai passar, tão enrolando até pra colocar o último que ele indicou, imagina 3 até ano que vem, os apoiadores desse governo tão desesperados

Florzinhas caladas, esperando a desculpa oficial pra passar pano

O texto em discussão revoga a Emenda Constitucional 88/2015, que fixou a idade máxima em 75 anos. A proposta que deu origem à norma ficou conhecido como “PEC da Bengala” — um de seus efeitos foi impedir a então presidente Dilma Rousseff de nomear novos ministros do STF.

( ConJur - CCJ da Câmara aprova alteração na “PEC na Bengala”)

esse país é uma piada

gente…

o PDT à direita do MBL
parabéns, Ciro Gomes

Vindo desse partido, não surpreende

Criaram uma regra pra impedir Lula de assumir ministerio, nunca mais usaram.

Criaram um “crime de responsibilidade” de pedalada pra tirar a Dilma no poder. Legalizaram o crime meses depois.

Passaram uma PEC pra impedir Dilma de indicar membros do STF. Revogam pro Bolsonaro indicar mais.

Nossa, como nossa democracia burguesa é maravilhosa. E o PT, hein?

5 curtidas

Daqui a pouco o @ chega flodando vídeo que ninguém vai ver + textão.

a bia cusses PROMETEU que tem um artigo no meio disso dizendo que não vai valer para os ministros em exercício, mas qual seria o interesse da ala bolsonarista em mudar pec da bengala a essa altura?

Vem Renan lindo presidente do senado.