Concurso para rainha de festa no interior de SP é criticado por exigir candidatas solteiras e sem filhos


Um concurso para eleição da rainha da “Festa da Uva” em São Miguel Arcanjo, no interior de São Paulo, está causando polêmica nas redes sociais. Muitos internautas criticaram os requisitos presentes no regulamento, que exige que as candidatas sejam solteiras e não tenham filhos.

"Vão colocar peso e altura mínima também? Que regulamento ridículo. Essa premiação deveria ser algo para as mulheres se divertirem e se sentirem bem consigo mesmas, representando a sua cidade, não para vender uma solteira aos visitantes. Só falta leiloar a rainha da uva com esse critério”, comentou uma usuária.

A “Festa da Uva” é um evento tradicional ena cidade, que conta com atrações, exposições de uvas de agricultores da região e praça de alimentação.

De acordo com o regulamento, a eleição será para rainha, primeira e segunda princesas e miss simpatia, que “terão como objetivo de sua representatividade divulgar a edição da ‘Festa da Uva’ e os valores sociais, históricos e culturais do município”.

O baile da rainha está em sua 37ª edição e será realizado em três fases, com inscrição online gratuita, pré-seleção e desfile oficial. Além de ser solteira e não ter filhos (nem estar grávida), a organização também definiu outros pré-requisitos às candidatas:

  • Ter idade entre 18 e 25 anos até a data do concurso;
  • Morar há mais de 3 anos de São Miguel Arcanjo;
  • Desfilar vestindo traje determinado pela comissão do concurso;
  • Não ter participado de nenhuma das edições anteriores do mesmo.

Várias internautas criticaram concurso de miss em São Miguel Arcanjo — Foto: Facebook/Reprodução

Várias internautas criticaram concurso de miss em São Miguel Arcanjo — Foto: Facebook/Reprodução

Ainda de acordo com o regulamento, a comissão julgadora deve levar em consideração os requisitos: desenvoltura, beleza, simpatia e originalidade para definir as vencedoras (confira aqui o regulamento completo).

“Não sei quem fez esse regulamento, só posso afirmar o quanto ele é excludente, preconceituoso e infame”, disse outra internauta.

“O critério deveria ser disponibilidade de horários para cumprir agenda de eventos e divulgação, não ser solteira e sem filhos. Uma mulher pode muito bem ser linda, responsável e ter uma família que a apoia e ampara em seus sonhos. Filho e marido não são empecilhos”, comentou mais uma moradora na postagem.
Fonte: