Critica Kogut: De volta ao Globoplay, 'Hilda Furacão' continua impressionante

Hilda Furacão existiu ou foi personagem da ficção? Essa pergunta ressoou muito em 1998, com o sucesso estrondoso da minissérie da Globo sobre ela, escrita por Gloria Perez e dirigida por Wolf Maya. Todo mundo imaginava quem seria a mulher misteriosa que teria inspirado Roberto Drummond, autor do livro em que Gloria se baseou. Na época, todos eles evitavam uma resposta definitiva a essa interrogação, o que só incendiava a curiosidade do público. A história da moça da sociedade mineira que desistia do casamento com um bom partido para se tornar prostituta arrebatou os telespectadores. Além do ótimo enredo, o elenco era de primeira. Não à toa, Ana Paula Arósio (Hilda) e Rodrigo Santoro (o religioso Malthus, que se apaixonava por ela) são lembrados até hoje por seus personagens na trama, que chegou recentemente ao Globoplay e merece a sua atenção.

Tantos anos mais tarde, “Hilda Furacão” continua impressionante. O espectador ficará capturado — de novo e com a mesma força — já nas cenas iniciais. Só para apresentar alguns argumentos: Paulo Autran aparece nos primeiros minutos como um professor severo e moralista; Eva Todor faz uma mulher conservadora que fiscaliza os passos da sobrinha; Eliane Giardini é aquela força da natureza no papel da mãe da protagonista; Arlete Salles interpreta uma cartomante “que atende Juscelino”, Madame Janete, e também brilha. Thiago Lacerda, Danton Mello e Carolina Kasting são jovens e se destacam. Eles fizeram carreiras bonitas depois e com motivos.

Ana Paula, além de talentosíssima, é dona de uma presença que se impõe e ilumina tudo. Leva a personagem com vigor que faz pensar: sem ela, Hilda teria menos impulso e encanto.

Além de todas essas qualidades, os figurinos, os cenários e a figuração numerosa fazem sonhar. A minissérie representou um daqueles momentos de glória da Globo. E isso ainda vale.

Essa série é muito boa

1 curtida

Eu estou doido pra assistir

Minha mãe elogia muito essa minissérie

Você também é

Eu achei os primeiros capítulos tão meia boca
Parecendo coisa do Walcyr

Essa minisérie é um primor de tão boa e bem feita que é