Critica: Pantanal dá uma aula de sustentabilidade e civilidade

Pantanal não encanta só pelas tramas, personagens e belas paisagens. A novela de Bruno Luperi tem levantado discussões importantes e atuais, como a sustentabilidade e o machismo.

Essa semana, Jove (Jesuíta Barbosa) aborda a questão do agro sustentável, da urgência de cuidar do meio ambiente e não visar somente o lucro. O filho estudado de José Leoncio (Marcos Palmeira) quer revolucionar os negócios do pai e já começou levando “o progresso” para a fazenda.

Enquanto isso, Bruaca (Isabel Teixeira) e a filha Guta (Julia Dalavia) levantam a bandeira da liberdade feminina e um basta ao machismo enraizado na sociedade. A história da família de Tenório (Murilo Benício) promete agitar os próximos capítulos, com o desembarque dos três filhos e da outra mulher ao Pantanal.

O machismo também será abordado na trama de Zaquieu (Silvero Pereira), que vai falar da questão do preconceito ao povo LGBTQIA+. Embora esteja retratando situações ainda – lamentavelmente – bastante corriqueiras no país, o personagem vai trazer a importância do respeito e da não aceitação de piadas e deboches.

Mesmo que em muitos momentos os temas fiquem com tom didático na boca dos personagens, é inegável o grande serviço que a novela traz para o público, levantando reflexões que estão no dia-a-dia de todos nós.

E mais…

Sucesso total. Pantanal está também entre os assuntos mais comentados do Twitter no Brasil. Desde sua estreia, até 16 de junho, já foram mais de 1 milhão de Tweets sobre a novela. Os noveleiros de plantão discutem as teorias da história, shipam os casais e compartilham memes.

Os personagens mais comentados são Juma, Jove, Maria Bruaca, Guta, Muda e Zé Leôncio.

Feliz Aniversário

No próximo domingo, Gilberto Gil, o grande aniversariante do dia, será homenageado no Multishow. O canal vai reexibir, a partir de 12h30, um de seus shows mais recentes, realizado no MITA Festival, em maio deste ano, com clássicos como Expresso 2222, Andar Com Fé, Drão, Toda Menina Baiana e muito mais. Viva Gil e a música brasileira!

Novos rumos

Depois de Reis e de encenar as peças “Ponte Golden Gate” e “A história é uma istória”, Bruno Suzano está se dedicando ao cinema. O ator está em Minas Gerais rodando o longa “A pedra do sino”, de Elza Cataldo. No filme, ele dá vida ao protagonista Júlio, um professor que é preso injustamente.

eu tava vendo pra esperar o no limite e achei a coisa mais chata

fico chocado como tem gente que se contenta com coisas idiotas

Sustentabilidou toda