DANIEL ORTIZ: Autor da Globo lamenta novela 'fechada': 'Perde qualidade mais importante'

Autor de Haja Coração (2016) e Alto Astral (2014) na Globo, Daniel Ortiz enfrentou uma situação completamente diferente --e inesperada-- com Salve-se Quem Puder. A história precisou ser interrompida em março do ano passado por conta da Covid-19, e o novelista se virou nos 30 para dar um fim intrigante para a “primeira temporada” e planejar a continuação da trama. No entanto, ele lamenta ter trabalhado em uma novela “fechada”, ou seja, completamente escrita antes de ser exibida.

“Pelo lado artístico, a gente perde uma das qualidades, um dos diferenciais mais importantes da novela brasileira, que é escrever ao mesmo tempo em que está no ar. Você consegue ajustar a novela de acordo com o gosto do público. Isso é que fez a novela brasileira ser tão dinâmica, tão ágil. Você sente o público e consegue já botar essa sensação dentro da história”, explica o escritor em entrevista ao Notícias da TV.

Ainda por conta da situação da pandemia no Brasil, as próximas tramas inéditas da Globo só serão colocadas no ar quando estiverem totalmente gravadas ou com os trabalhos muito avançados --para evitar que a história precise ser parada no meio, como aconteceu com Salve-se Quem Puder e Amor de Mãe (2019).

São os casos de Nos Tempos do Imperador (na faixa das 18h), Quanto Mais Vida, Melhor (das 19h) e Um Lugar ao Sol (das 21h). Daniel Ortiz ainda aponta um dos problemas que essas narrativas “fechadas” podem enfrentar:

Imagina se uma novela ‘X’ está todinha gravada. E o personagem ‘A’, que não foi muito desenvolvido na história, tem uma grande repercussão com o público. Não vai ter jeito. Ele não vai crescer, porque não foi desenvolvido assim no texto. Agora, uma novela que vai sendo gravada enquanto está no ar… Você consegue mexer, valorizar a repercussão da novela em relação ao público.

Apesar da impossibilidade de alterar os rumos do folhetim durante a exibição, Ortiz acredita que esse novo modelo de produção veio para ficar --mesmo depois da pandemia. “Eu acho que é uma tendência, sim, de escrever um produto já fechado. Por uma questão financeira. Em termos de produção, fica muito mais econômico”, ressalta ele.

Reta final de Salve-se Quem Puder
Com a novela toda gravada, Daniel Ortiz agora só tem que definir os desfechos das protagonistas. Enquanto pensa sobre os destinos de Kyra/Cleyde (Vitória Strada), Luna/Fiona (Juliana Paiva) e Alexia/Josimara (Deborah Secco), ele aproveita para acompanhar a exibição da novela e a repercussão nas redes sociais --coisa que ele não conseguiria se ainda estivesse escrevendo a trama.

Pela primeira vez, eu tô assistindo uma novela minha sem estar trabalhando nela. Eu mesmo já não lembro mais o que acontece em cada capítulo, então até eu me surpreendo. E tenho mais tempo para interagir com o público nas redes sociais. Durante a novela, você não tem esse tempo. Tá sendo supergostoso, tô me divertindo bastante. É uma experiência única poder estar assistindo como público também.

“Durante a novela, você acaba assistindo muito como trabalho, analisando tudo que está dando certo, tudo que tem que ser ajustado. E agora, não”, completa o autor.

A pandemia da Covid-19 também obrigou o funcionário da Globo a alterar os planos que tinha para alguns personagens de Salve-se Quem Puder. Com um número menor de capítulos para encerrar o folhetim, ele precisou cortar os enredos.

“Não deu tempo de desenvolver Zezinho [João Baldasserini] e Bel [Dandara Mariana], tinha até uma trama já escrita. Eu tinha só 50 capítulos pra terminar uma novela. Também toda a trama da Bia [Valentina Bulc] e do Tarantino [Daniel Rangel] não deu tempo, infelizmente”, lamenta o novelista, que não descarta a ideia de reaproveitar as narrativas em uma próxima história.

Perde a oportunidade de adaptar e deixar a novela mais ao gosto do público, mas isso na verdade só mostra que a novela é um produto totalmente comercial e que aposta bem menos em qualidade e no lado artístico né? Em várias novelas tinham uma proposta ótima mas por querer mais audiência descaracterizaram totalmente o texto e cagaram pra qualidade técnica/apelo artístico pra ter algo mais comercial.

3 curtidas

na verdade não…uma obra fechada é mais dificil porque
imagina se salve-se quem puder estivesse com a audiencia lá em baixo? eles não poderiam modificar NADA
mas amor, o público decide sobre as novelas, não leu o caso de pecado capital?

Hmmmmmmmmmmmmmmm

exatamenten o que eu disse…
e não to falando que é algo ruim, só que é totalmente comercial.

1 curtida

Não sei se isso vai dar bom, se Salve Jorge fosse assim ia ser um fiasco, só colocaram a Morena no núcleo dos tráfico de mulheres pq o núcleo caiu no gosto do público, por outro lado Babilônia tinha uma trama ótima de início e o público não gostou e mudaram tudo e ficou uma bela de uma bosta

as cantoras refazendo álbum quando lead single flopa

1 curtida

Acho que eu não iria gostar de escrever uma novela tendo que ter em mente que eu tenho que fazer modificações de acordo com o gosto do público. Ter esse tipo de preocupação me soa um pouco chato e tira um pouco de si da sua própria história.

Aquele nucleo das traficadas de Salve Jorge teve lá sim alguns problemas apesar de fato ter caido no gosto do publico e por mais que a novela nem tenha sido lá essas coisas com relação a sucesso mas Babiônia foi um equivoco total kkkkkkkkk

Essa novela foi tudo menos um sucesso e aclamada pela critica e publico (e nem mesmo a trama da Fernanda Montinegro e Natalia Timberg empolgou muito não mesmo elas sendo um casal de senhoras lesbicas na trama e que nem rendeu tanto assim), fora as mudanças do Silvio de Abreu que fez de tudo pra novela não ser um dos maiores fiascos do horário nobre mas sinceramente não deu mesmo, essa trama foi extremamente ruim demais

Parecia ser uma coisa que quanto mais mexiam, mais pioravam

1 curtida

E a coisa só piorava cada vez mais, Silvio é um bom autor de novelas mas sinceramente pra mexer no texto de outros autores definitivamente não kkkkkkkkkkk

Estragou o que poderia ter um caminho andado pra ver se algo se salvava na trama

Acho que a única intervenção positiva dele numa novela foi em Deus Salve o Rei. As mudanças agradaram bem do meio pra reta final dela.

A novela piorou muito mesmo, antes da pandemia eu achava perfeita, agora a trama da Flávia Alessandra que está segurando.

Depende muito
Amor de Mãe por exemplo era impecavel, depois foram mudando pra agradar o publico e virou uma farofa horrível.

1 curtida

exatamente

Até que nessa (pelo menos na reta final) não foi tão ruim quanto mesmo eu nem tendo gostado dessa novela não

Eu gostava da premissa, os trailers me animavam, mas parece que depois de 1 semana a novela virou outra coisa kkk ficou horrível, era melhor ter deixado a versão original pra ver no que ia dar… aquela A Lei do Amor foi um lixo do início ao fim tb kkk nem com as mudanças o povo engoliu aquilo

Isso que o Gilberto Braga é expert nessa fórmula mas isso aí desandou de uma catastrófica até demais kkkkkkkkk

A Lei do Amor foi algo inexplicável de tão ruim que era kkkkkkkkk

E isso que eu adoro a Maria Adelaide Amaral mas olha, não deu mesmo

Como assim???

A primeira cena da novela é exatamente a Morena sendo leiloada na Turquia e depois fugindo pedindo ajuda pelas ruas.

Ai aparece: alguns meses antes.

A Morena já ia fazer parte do núcleo das traficadas desde sempre, era o enredo da novela

Mas como se no primeiro capítulo a Morena já começou num tipo de leilão do tráfico?