De volta a Globo após 11 anos, Atriz Marcella Muniz detona pressão por seguidor no Instagram: 'Olha que ponto chegamos'

De volta à Globo depois de 11 anos, Marcella Muniz sabe mais do que ninguém que nada substitui o talento. Nem mesmo um milhão de seguidores nas redes sociais. A atriz, que dá vida a Cândida de Além da Ilusão, conhece a profissão de perto o suficiente para afirmar que não existe fórmula mágica capaz de superar o básico: o estudo, a leitura e os dois pés no tablado.

Em entrevista ao Notícias da TV, ela confidencia que mesmo em uma família de artistas não foi fácil encontrar um porto-seguro na carreira:

Não creio que isso tenha me ajudado. Acho uma carreira árdua de qualquer jeito, com julgamentos que são desconfortáveis para qualquer um, mesmo tendo uma rede de apoio. Hoje ainda lidamos com coisas do tipo ter [um certo] número de seguidores no Instagram. Olha que ponto nós chegamos! Acho que a gente se mantém quando tem um foco: estudar, ler, se reciclar e fazer teatro.

Marcella é filha do novelista Lauro César Muniz e deu continuidade à tradição ao lado do ex-marido, o também ator Anderson Müller. Eles são pais da atriz Thais Müller, do músico Thiago Müller e da advogada Priscilla Muniz.

“Apoio meus filhos nas escolhas deles, porque não é fácil ser artista nesse país. A competitividade é grande e se destacar dentro desse mercado é um desafio constante. A gente tem que sempre estar de olho no cenário e continuar trabalhando, experimentando coisas novas, estar atento a todos os detalhes. E quando a Pri se decidiu pelo Direito, também dei força. O importante é fazer o que ama, não o que os outros esperam.”

Túnel do tempo
O último trabalho de Marcella na Globo foi O Astro (2011) e, desde então, ela havia emendado uma série de produções na Record. “Já transitei por todas as emissoras, e o mais bacana desse lá e cá é ser bem recebida sempre. Nunca tive nenhum problema, pois prezo e respeito muito esse momento”, pontua.

“Acho que precisamos encerrar um ciclo para começar outro. Precisamos sair da zona de conforto, nos desafiar sempre. A Record é minha casa, fiz de lá esse lugar. Sou muito bem tratada e respeitada. Foi difícil trocar, mas necessário para ambos os lados”, complementa.

A intérprete ainda assegura que, mesmo depois de quase quatro décadas de carreira, ainda não se acostumou a se ver, ou melhor, se rever na TV. Atualmente, ela está no ar com a reprise de Pão-Pão, Beijo-Beijo (1983), no Viva:

“Tenho o maior carinho por todos os meus personagens. Acho que um acrescenta muito na forma como fiz o outro. Mas confesso que não sou de rever meus trabalhos, me dá uma certa agonia porque nunca gosto do que fiz”, entrega.

Marcella inclusive ficou grávida pela primeira vez no final do folhetim, quando tinha 16 anos:

Não foi nada fácil. Foi minha primeira novela na Globo. Eu engravidei menina demais e foi uma luta. Abri mão de muitos trabalhos bons que me afastavam de casa, mas não tinham escolha. Não tinha com quem contar para deixar a Priscilla na época. Ela ia comigo para todos os lugares. A vida é feita de escolhas e tenho o maior orgulho de ter optado pela maternidade. Acho meu melhor papel.