De volta à TV, Larissa Manoela vira rosto cobiçado: R$ 150 mil por publipost e R$ 2 milhões para estrelar campanha

A partir da próxima segunda-feira, Larissa Manoela poderá ser vista em sua estreia na Globo. Ela é a estrela de “Além da ilusão”, a nova trama das seis. Dos 4 anos de idade, quando começou a fazer comercial para a TV, aos atuais 21, quando chega à amissora, a atriz foi conquistando fãs, aumentando cada vez mais seu público, e virou um rosto cobiçado, em especial pelas marcas de beleza e de moda.

Elisa (Larissa Manoela) de

Elisa (Larissa Manoela) de “Além da ilusão” Foto: JOAO COTTA

Só no Instagram, Larissa ja acumula 43, 6 milhões de seguidores (no Twitter, são quase 3 milhões), estando na lista dos dez brasileiros mais seguidos na rede social. Uma publicação comercial por lá não sai por menos que R$ 150 mil de cachê.

No mercado publicitário, ela segue em alta, cobrando em média R$ 2 milhões para estrelar uma campanha, segundo informação da “Veja”. Entre seus negócios próprios, está uma operadora de telefonia celular que leva seu nome.

A atriz Larissa Manoela

A atriz Larissa Manoela Foto: Luana Chaves/ reprodução/ instagram

Larissa Manoela também se transformou numa estrela de cinema, atraindo milhões às salas escuras. Já são nove filmes no currículo. “Meus 15 anos”, lançado em 2017, faturou R$ 2 milhões de bilheteria só nas sessões de pré-estreia.

A atriz Larissa Manoela

A atriz Larissa Manoela Foto: reprodução/ instagram

No ano seguinte, em “Fala sério, mãe!”, adaptação para as telas do best-seller de Thalita Rebouças, a atriz dividiu a cena com Ingrid Guimarães. Foram mais de 3 milhões de espectadores e R$ 18 milhões arrecadados. Nem céu é o limite para essa jovem estrela.

A atriz Larissa Manoela

A atriz Larissa Manoela Foto: reprodução/ instagram

Larissa manoela: início bem pequena

Larissa manoela: início bem pequena Foto: reprodução/ instagram

Davi ( Rafael Vitti ) e Isadora ( Larissa Manoela ) na segunda fase de ''Além da ilusão''

Davi ( Rafael Vitti ) e Isadora ( Larissa Manoela ) na segunda fase de ‘‘Além da ilusão’’ Foto: JOAO COTTA / Divulgação/Globo

As lições de sucesso de uma nova e emancipada Larissa Manoela

Com a estreia da novela da Globo ‘Além da Ilusão’, ela assume as alegrias (e agruras) da vida adulta

Larissa Manoela tem um modo peculiar de chamar suas personagens. “São minhas meninas”, diz ela a VEJA. O trato afetuoso vai da vilã pop Maria Joaquina, de Carrossel (2012), que a consagrou como atriz infantil aos 11 anos, até Elisa e Isadora, irmãs que serão vividas por Larissa, agora aos 21, nas diferentes fases de Além da Ilusão — sua primeira novela da Globo, que estreia na segunda-feira 7, na faixa das 6. “São duas meninas especiais, vivendo num período em que as mulheres não tinham voz”, conta Larissa por vídeo de seu novo apartamento na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. A trama de época marca uma guinada na carreira da jovem de Guarapuava, no interior do Paraná: de estrelinha-­prodígio do SBT, ela agora encara o desafio de ser um rosto do alto escalão da maior emissora do país. De uma ponta a outra, foram muitas as “meninas” pelo caminho — todas peças de um delicado planejamento de carreira para substituir a imagem juvenil pela de mulher emancipada.

Expoente da Geração Z, Larissa tinha só 4 anos quando deu início à peregrinação de testes para propaganda e TV, levando a família a se mudar para São Paulo. Ela cresceu não só sob a pressão da fama, mas também de um mundo pautado pelas redes sociais. A curiosidade a respeito de sua vida pessoal começou cedo — aos 13 anos, ela teve o primeiro namorado —, assim como o interesse por fotos da adolescente de biquíni na praia. Enquanto muitas ex-estrelas infantis entram rapidamente de cabeça na exploração da sensualidade para marcar uma nova fase de vida e de carreira, Larissa e os pais, Gilberto e Silvana Elias Santos, também seus empresários, optaram por outro tipo de transição de imagem, que vem sendo feita de forma lenta, gradual e segura. “Não faria sentido fazer essa passagem de forma abrupta. Não quero chocar as pessoas, mas, sim, tocá-las com meu trabalho”, diz a atriz.

MOCINHA - Danilo Mesquita, Larissa e Rafael Vitti: triângulo em Além da Ilusão Fabio Rocha/TV Globo

Assim, Larissa foi das novelas infantis para o cinema adolescente, no qual fez bilheterias milionárias até fechar uma parceria com a Netflix e, finalmente, assinar com a Globo (tem um raro vínculo de longo prazo na rede hoje, com salário na casa dos 80 000 reais). Larissa, aliás, ostenta o crachá das duas empresas cobiçadas: a Globo teve de abrir uma exceção para sua nova contratada, que manteve o acordo com a plataforma americana — onde lançará mais um filme original após o término da novela. Enquanto isso, ela se orgulha de dominar o ranking de mais vistos da Netflix. “Acho lindo ver a carinha da Lari ali”, diz, falando de si na terceira pessoa.

O INÍCIO – A atriz aos 11 anos, em Carrossel: cativante apesar da vilania – ./SBT

Ultimamente, essa carinha apareceu em destaque na plataforma com as novelas do SBT Carrossel e Cúmplices de um Resgate , e o recente filme Lulli . Na comédia produzida pela Net­flix, vive uma estudante de medicina que escuta pensamentos. Em um mês, Lulli passou de 21 milhões de horas assistidas, tornando-se assim mais uma das cifras impressionantes de Larissa. No Instagram, soma 43 milhões de seguidores e cobra 150 000 reais por um post comercial. Popular com o público feminino de 20 e poucos anos, ela vem associando sua imagem a grandes marcas de beleza e de moda, atraindo as cobiçadas classes A e B. Seu cachê publicitário é estimado em 2 milhões de reais. Empreendedora, ainda é dona da LariCel, uma operadora de telefonia celular.

Acostumada à rotina frenética na vida profissional e pessoal, Larissa se viu trancada em casa em 2020 com a pandemia. Foi quando percebeu que precisava olhar para si. “Não sou perfeita”, diz ela — mas sem revelar seus defeitos. Hoje, a rotina inclui ioga e terapia para manter a mente sã. Solteira no momento, garante que está aprendendo a “se amar primeiro”. A inocência deu lugar ao amadurecimento.

Era uma dessa e eu nunca mais trabalhava na vida :weary:

Daria um copo de kisuke e um prato com arroz e carne em conserva.

É imprescindível ter carreira televisiva e saber gerir a imagem/ganhos né? Ela por exemplo construiu uma fortuna antes de chegar nos 30. Coisa que muito ator estoura no início e não sabe gerir e se perde totalmente

1 curtida

Cadê u @Benedite

E isso sem botar o pé na Globo. Acho ela superestimada, mas é inegável que ela e os pais souberam gerir perfeitamente o nome e a carreira dela

queria ter nascido para ser famoso, iria quebrar tabus por ser queer e n ficar fazendo festa ou ir em festa, só em casa e propaganda para empresas veganas de beleza e mt publi de graça para donos de pequenas empresas de roupas, o soco em quem faz ads para sheein

Orlando vai lucrar muito com imposto

Ela é um monstro de publicidade e merch desde muito nova. Souberam extrair até a última gota enquanto ela esteve fazendo produções infanto-juvenis.

O gerenciamento de carreira e imagem dela foi muito bem feito.

Ela e a Maisa souberam muito bem girar o nome delas no mercado desde criança, coisa que varios atores desde cedo se perdem um pouco sim