DE VOLTA NO VIVA TV: de tubo e sem controle: Como era ver Pão-Pão, Beijo-Beijo em 1983?

Quando Pão-Pão, Beijo-Beijo estreou na Globo, em 1983, os brasileiros sonhavam em ter uma TV de tubo colorida de 20 polegadas. E não pense que os modelos vinham com o hoje indispensável controle remoto, item raro nos televisores da época. Passados 39 anos, a novela de Walther Negrão volta a ser exibida no canal Viva a partir desta segunda-feira (16).

Motivados pela Copa do Mundo da Espanha, muitos brasileiros conseguiram comprar seu primeiro televisor colorido em 1982. Os tamanhos comuns eram 14, 16 e 20 polegadas, cereja do bolo no início dos anos de 1980. Em 1983, a Philco, uma das marcas de maior prestígio na época, reuniu vários artistas para anunciar sua nova linha de televisores desse tipo em horário nobre.

O comercial de TV destacava a tecnologia Hitachi e outros recursos inovadores dos aparelhos, como sintonia de canais digital eletrônica, tecla para videocassete e controle simultâneo de cor, brilho e contraste, chamado pelo fabricante de Tricontrol. Sharp, Sanyo, Mitsubishi, Philips, Semp Toshiba e National eram outras marcas do segmento.

Assim como a Philco, a Sharp também reforçava a melhor qualidade de imagem de seus modelos. O segredo, segundo o fabricante, estava no sistema Linytron, capaz de eliminar os grandes espaços negros no cinescópio das TVs, purificando as cores. Do ponto de vista estético, o chamariz era o gabinete em madeira, que transformava o televisor de 20 polegadas em um elegante item de decoração da sala.

Acessório raro nas TVs, o controle remoto do videocassete surgia como opção para quem tinha mais grana. Mas nem sempre o controle funcionava sem fio, limitando a mobilidade e tornando a experiência bem estranha. A verdade é que a maioria dos mortais precisava recorrer a soluções criativas que não deixam saudade, como utilizar uma régua ou até os dedos dos pés para trocar de canal sem se levantar do sofá.

Linha Itaipu, da Colorado: cores, só no gabinete

TV em preto e branco resistia

Embora os três horários clássicos de novelas da Globo já exibissem tramas em cores desde 1977, os televisores em preto e branco continuaram a ser vendidos no início da década seguinte, com presença em boa parte das casas brasileiras. Lançada nos anos de 1970 e vendida até 1982, a linha Itaipu, da marca Colorado, era uma das mais acessíveis e conhecidas, com seus gabinetes coloridos e telas de 12 e 14 polegadas.

Mesmo em 1983, quando Pão-Pão, Beijo-Beijo estreou na Globo, marcas como a Philips continuavam lançando TVs em preto e branco. Naquele ano, um dos destaques do fabricante era o curioso televisor portátil 12 TX Tela Solar, com 12 polegadas, design moderno e que também funcionava ligado na bateria do carro. Aplicada na frente da tela, uma máscara escura prometia manter a qualidade de imagem mesmo em locais com muita claridade.

TV portátil: máscara para melhorar a imagem