Delegada civil é vitima de racismo em loja da Zara em shopping de Fortaleza

Minha mãe e eu entramos, ficamos olhando as coisas dessa mesma loja e meu pai quis tirar a gente no mesmo instante. Hoje entendo oq ele tava querendo fazer…
Bando de lixos mesmo.

1 curtida

A patroa

delegada Ana Paula Barroso, diretora adjunta do Departamento de Proteção aos Grupos Vulneráveis (DPGV) da Polícia Civil do Ceará (PC-CE)

1 curtida

A nossa mamacita

Fico pensando a situação frustrante que seria se fosse apenas um jovem…
Longe de mim problematizar um assunto como esse.

essa loja faz uma lavagem cerebral nos funcionários né

eu tenho um amigo que era super nojento quando trabalhou lá, ele se comportava como se fosse uma mistura de clodovil com miranda pristely, depois q ele saiu virou outra pessoa, sofro

Outro dia eu entrei na do Shopping Leblon (de chinelo pq carioca faz isso mesmo é foda se o que vcs vão pensar) e o segurança ficou me caçando a loja toda.

Quase arrumei um auê com o assalariado, tava prontinho pra fazer ele ser demitido

2 curtidas

que saboooooor! só erraram em não terem entrado com as armas apontadas pro chão

2 curtidas

Hahaha amigo o tópico todo mal feito.

2 curtidas

comprar na zara na era da shopee

Zara em 2021

Ela não poderia ter dado voz de prisão na hora pq parece que foi uma situação de racismo velado, o gerente impediu a entrada dela na loja por “questões de segurança”, sem dar maiores explicações. Nesse caso é melhor analisar todo o contexto.

O plot twist

Mais um caso isolado, Zara?

A própria pitbull da moda!

Achei estranho

Acabei de ver isso no meu Instagram também

Ela queria entrar na loja comendo e, por consequência, sem máscara e eles pediram pra ela não entrar sem máscara

O menino defendeu o gerente e disse que ele é um amor k

2 curtidas

Os funcionários dessa loja são detestaveis. Eles incorporam a Miranda do Diabo Veste Prada ou a Regina George e olham pra todos com desprezo

4 curtidas

só ia no Iguatemi por causa da Saraiva
Além de ser longe de onde eu moro, o cinema em outros cinemas são no mesmo naipe. Pnc nesses fudidos.

a kween deu voz de prisão?
amoooooooooooooooooooooooooo

Quando avistou a vítima e os agentes, o funcionário que impediu a entrada da delegada teria adotado uma postura defensiva.

"Ele já foi logo dizendo que não tinha nenhum preconceito, que tinha várias amizades gays, lésbicas e trans. Quando ele fala isso, de forma velada, já mostra que tem preconceito. Essas declarações foram dadas no BOE e ratificadas pelo chefe da segurança. Depois, ele pediu desculpa e ela saiu da loja extremamente abalada", explica Anna Nery