Demissão na Record deflagra crise e suspeita de privilégios para irmã de Patrícia Poeta

A Record Rio enfrenta um período de forte mal-estar nos seus bastidores após a última sexta-feira (23), quando demitiu a jornalista Aline Pacheco, apresentadora do Balanço Geral Edição de sábado. O NaTelinha apurou que funcionários da emissora questionam o critério para a dispensa, já que Pacheco dividia a apresentação do jornal com Paloma Poeta, irmã de Patrícia Poeta, casada com o atual diretor de jornalismo da Record, Luiz Piratininga.

Internamente, o clima no jornalismo do canal carioca é de indignação e revolta. Na visão de diversos funcionários da Record Rio, ouvidos pela reportagem, Aline Pacheco teria sido demitida, após 14 anos, para abrir espaço para a esposa do diretor.

Luiz Piratininga assumiu a gestão do jornalismo da Record Rio em março de 2021. Sete meses depois, casou-se com Paloma Poeta numa cerimônia em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Dentre os convidados estiveram Patrícia Poeta, César Filho e Elaine Mickely, que também foram padrinhos do casal.

Ao NaTelinha, funcionários relataram que logo após Aline sair pela catraca da recepção da emissora, a foto de Paloma Poeta foi colocada em seu lugar no mural da fama da sede carioca. A Record Rio tem em sua entrada diversas fotografias dos apresentadores da emissora. A reportagem apurou que o canal deve fazer novas demissões nas próximas semanas.

Procurada pela reportagem, Aline Pacheco disse que foi pega de surpresa com a demissão “no melhor momento que achava que estava vivendo”. Além de comandar o BG Rio de sábado, ela era a substituta oficial de todos os apresentadores da emissora.

“Estou muito feliz. Estou muito gratificada de saber que esses anos todos na Record Rio eu fiz amigos e pessoas queridas que estão me ligando de todos os lugares da Record. Tem repórter de fora me mandando mensagem, diretores e isso que a gente preza. Saio de cabeça erguida porque fiz um bom trabalho”, finalizou a jornalista.

Demitida da Record Rio teve crise de choro
Além de Aline Pacheco, foram demitidos mais dois repórteres: Fábio Ramalho e Renata Loures. O NaTelinha apurou que na última sexta-feira os dois foram chamados para irem à sala do diretor de jornalismo, que estava acompanhado pela gerente de RH da Record Rio no local. Juntos, os profissionais foram demitidos.

Nos bastidores, a forma que foi gerenciada a demissão dos jornalistas foi desaprovada. A crítica é que faltou sensibilidade no momento que se optou em colocar duas pessoas para serem demitidas juntas. Renata Loures é casada com Vinícius Souto, ex-gerente de rede demitido em abril. Para funcionários da Record ouvidas pela reportagem, ela pode ter sido alvo de retaliação. Segundo fontes, Loures teria saído da sala aos prantos.

O NaTelinha procurou a Record Rio, que informou que a “emissora não comenta demissão de pessoal”.

Achei a história das duas irmãs parecidas

ENQUANTO UMA MEXE OS PAUZINHOS NA GLOBO
A OUTRA MEXE NA RECORD !

DUAS IRMÃS TALENTOSAS…

SOFREM MUITO COM INVEJA E PERSEGUIÇÕES.

GUERREIRAS CONTINUEM LUTANDO PELO BOM JORNALISMO!

@FACLUBEPATRICIAPOETA SOCORRO

só porque é a irmã da paty kkkkkkk