DO TSE: Djamila Ribeiro estrela campanha na TV a favor da urna eletrônica: 'Importante'

Homenageada com o prêmio de impacto social do BET Awards (do canal norte-americano Black Entertainment Television), Djamila Ribeiro também estrelará uma campanha na TV a favor da urna eletrônica no Brasil. “É importante fazer. Eu aceitei o convite porque a gente está vivendo um momento de negacionismo no Brasil”, avalia a filósofa ao Notícias da TV.

Considerada um ícone do movimento negro, Djamila conta que foi convidada pelo ministro Luís Roberto Barroso para defender a segurança do uso de urnas nas eleições brasileiras.

Atualmente, movimentos de direita e o próprio presidente Jair Bolsonaro questionam a funcionalidade das máquinas de votação e pedem a volta do voto impresso. A publicidade é uma nova iniciativa do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e, apesar de ainda não ter uma data oficial de estreia, está programada para ir ao ar no segundo semestre.

“Essa campanha eu acho que é importante fazer. Eu aceitei o convite do ministro Barroso porque a gente está vivendo um momento de muitos ataques à ciência e ao conhecimento de maneira geral”, explica a historiadora, que não receberá cachê para participar da peça publicitária.

“Eu acho que figuras públicas podem usar e têm a responsabilidade de usar suas imagens a fim de conscientizar a população, então é uma campanha que eu vou fazer gratuitamente porque eu acho que é importante, nesse momentos de ataques e fake news, que a gente consiga levar conhecimento e informação para a população em geral”, completa a escritora.

“Como é uma campanha que vai veicular na TV aberta e no rádio, é para as pessoas terem acesso a combater essa desinformação que infelizmente a gente tem acompanhado no nosso país. Acho que é um dever cívico, uma responsabilidade social mesmo fazer essa campanha neste momento”, conclui a autora do best-seller Pequeno Manual Antirracista, da editora Companhia das Letras.

Questionada pela reportagem se pretende lançar um novo projeto audiovisual em breve, Djamila diz que é algo que ela ainda estuda. “Tenho algumas propostas de transformar alguns livros em audiovisual, mas ainda está muito no início, eu e minha equipe ainda estamos discutindo. A gente ainda não sabe necessariamente qual caminho seguir. Mas, provavelmente, nos próximos anos, a gente vai ter alguma coisa bacana”, finaliza.

Global Good Award
Djamila Ribeiro foi escolhida para receber o Global Good Award 2021, o prêmio de impacto social do BET Awards, que será realizado neste domingo (27), com transmissão ao vivo no Brasil pela MTV e pelo serviço de streaming gratuito Pluto TV a partir das 21h.

O prêmio visa reconhecer figuras públicas que defendem iniciativas que promovam mudanças positivas e de conscientização na sociedade. A filósofa brasileira é bastante conhecida por lutar pelos direitos das mulheres, dos negros e dos pobres.

“É nosso dever aproveitar este momento para estimular nosso poder coletivo a erradicar o racismo sistêmico, a violência e a injustiça”, disse Monde Twala, vice-presidente sênior e gerente-geral da ViacomCBS África --dona do canal BET-- no comunicado enviado à imprensa.

De acordo com o gerente-geral do BET Brasil, Tiago Worcman, a marca escolheu Djamila por tudo que ela representa no ativismo social. “Nós nos orgulhamos em saber que ela torna o debate antirracista ainda mais acessível em suas diversas formas de conhecimento”, defendeu o executivo na mesma nota.

BET Awards
Neste ano, Emicida e a funkeira MC Dricka são os únicos artistas brasileiros a concorrer a uma estatueta do BET Awards, uma das mais importantes premiações da cultura afrodescendente do mundo. O rapper disputa a categoria de melhor artista internacional, e a cantora depende do carinho do público na categoria escolha da audiência: artista revelação internacional.

Essa não é a primeira vez que brasileiros concorrem a um prêmio do canal. Em 2020, o rapper Djonga competiu pelo melhor flow internacional no BET Hip Hop Awards --derivado do BET Awards. Já MC Soffia foi indicada como artista revelação internacional em 2018 do BET Awards. Ambos perderam.

Amo!!!

O Ciro Gomes quebrando os pratos em casa

essencial!

LENDA!
Manual Antirracista obra mais importante do Brasil nesta década

vc vai ser mto criticadoh

finalmente uma campanha pra acabar com a desinformação dessa gente
soco na vagabunda da Bia Cusses

pq?

a djamila é mto criticada dentro do movimento negro

eu vi que ela teve treta com Winnie Bueno só
eu achei esse livro excelente dela

Teve com a Leticia Parks também. Chamou ela de “pardinha de turbante”. E teve a polêmica dela ter feito propaganda pra aplicativo tipo ifood e uber quando entregadores estavam de greve.