Emilio Dantas comenta participação em Sob pressão, da chegada dos filhos gêmeos e lembra momento difícil de Fabiula Nascimento pós-parto

Séries têm sido frequentes na carreira de Emilio Dantas. Ele lançou “Todas as mulheres do mundo” e “Amor e sorte” em 2020; grava “Fim”, inspirada no livro de Fernanda Torres; e faz uma participação na quinta temporada de “Sob pressão”, que entrará no Globoplay nesta quinta (2).

— Série e novela têm jogos completamente diferentes. A primeira tem a coisa de ser obra aberta, de estar no ar enquanto gravamos e de fazermos experimentando. Temos tempo de tirar e de botar algo na história. Não temos muita noção do que pode acontecer com o personagem até o fim. E a série tem tudo amarradinho, fechadinho, desde o início. Dá para desenhar tudo desde lá de trás: o que é o personagem, quais são as questões dele. Gosto dos dois formatos — diz.

Na produção protagonizada por Marjorie Estiano (Carolina) e Julio Andrade (Evandro), Emilio vai dar vida a Daniel, um mastologista. A médica vai atrás dele num dos momentos mais difíceis de sua vida: o diagnóstico de câncer de mama.

— Ela o procura por conta dos exames que fez. Ele é um antigo colega de faculdade, eles vão trazer umas coisas do passado à tona. A chegada do Daniel movimenta o relacionamento da Carolina com Evandro de alguma forma. Daniel está ali para trazer de volta memórias dela, perguntas dela para ela mesma — opina.

ouvi esses dias um nerdcast com ele sos
kwingo engracado

Que lindo os filhos deles