Enquanto VMWare está quebrando os pratos em casa, Microsoft anuncia a chegada do Windows 365

Agora com um clique, você pode criar uma virtualização do windows sem dificuldade e de forma rápida

A nuvem já nos permite armazenar arquivos, jogar videogames e mais um bocado de tarefas inimagináveis há coisa de duas décadas. Mas o que você acha de ter seu computador inteiro na nuvem? É exatamente essa solução que a Microsoft está propondo com o Windows 365 .

Apresentado hoje, o Windows 365 é um serviço, pensado inicialmente para o mercado corporativo, que permitirá aos usuários acessar seus computadores diretamente de qualquer navegador ou do aplicativo Remote Desktop.

A plataforma pode rodar o Windows 10 ou o Windows 11 , e funciona exatamente como se esperaria: basta acessar a página do serviço e entrar com os seus dados — o seu “computador” será imediatamente aberto, com todos os seus arquivos, pastas, aplicativos, preferências, organizações e demais ajustes.

Você pode encerrar a sessão em uma máquina e iniciar em outra sempre que quiser, retomando o trabalho exatamente de onde parou: o Windows 365 “lembra” os aplicativos que estavam abertos, o posicionamento das janelas e tudo mais. A plataforma funcionará em PCs , Macs , computadores Linux , dispositivos Android e… sim, iPads também!

A Microsoft ainda não divulgou os preços do serviço, mas sabe-se que os usuários poderão configurar suas máquinas virtuais com múltiplos processadores, entre 2GB e 32GB de RAM, e várias opções de armazenamento.

Assim como o Windows “tradicional”, haverá planos Business e Enterprise , e a plataforma será destinada para todos os tipos de usuários corporativos, desde empreendedores individuais até grandes multinacionais — essas últimas terão ferramentas especiais para criar PCs virtuais rapidamente, distribuí-los entre os empregados e reforçar a segurança dos seus arquivos.

É bom lembrar que o conceito de máquinas virtuais pela nuvem não chega a ser novo — a Citrix construiu seu nome com esse tipo de serviço, e a própria Microsoft já oferece algo similar com o Azure Virtual Desktop. A diferença do Windows 365, segundo a Microsoft, é a acessibilidade e a facilidade de uso: uma vez escolhido o seu plano e feito o pagamento, você só precisa fazer o seu login e correr para o abraço.

Aguardemos, agora, mais detalhes sobre a plataforma. Parece interessante, não?

fonte:

sem duvidas, mt interessante

sim sim. E a microsoft matou aquele serviço lá, acho que é Parallels o nome. Deve ser melhor pq é tudo na nuvem né?