Esporte ao vivo chega ao streaming e tira “trunfo” da TV a cabo

Uma das grandes cartadas das TVs por assinatura, o esporte desembarca de vez nos streaming com a chegada do Star+ e HBO Max no Brasil.

Com a queda no número de assinantes e a concorrência cada vez maior dos serviços de streaming, que viveu um boom durante a pandemia de Covid-19, o mercado de TVs por assinaturas perdeu mais um dos seus principais “trunfos” na disputa pelo gosto do consumidor: a programação esportiva.

Após o anúncio da chegada do Star+ no Brasil em agosto, a Disney também confirmou que o seu novo serviço de streaming vai contar ainda com programação esportiva ao vivo, incluindo os principais campeonatos que possui direito de transmissão, bem como todas as atrações dos canais Fox Sports e ESPN.

O anúncio demonstra uma tendência cada vez maior das empresas de se movimentarem para colocar seus canais fechados em suas plataformas digitais e na aposta na programação esportiva como diferencial ao já inchado e concorrido mercado de streamings, o que inclusive foi confirmado pelo CEO da Disney, Bob Chapek, na última segunda-feira (24/5).

O serviço da Disney, além da programação ao vivo de seus canais (Fox Sports e ESPN), vai contar com a transmissão dos principais (e maior audiência) campeonatos do mundo, como a Premier League, La Liga e a Conmebol Libertadores, ambos de futebol; além de outros esportes, a exemplo da NBA (basquete), NFL (futebol americano), MLB (beisebol) e NHL (hóquei no gelo).

O serviço, que chega ao Brasil em 31 de agosto, já vai contar com programação esportiva ao vivo dos canais Fox Sports e ESPN.

O modelo, inclusive, é parecido com que é usado com Globoplay e o plano Globoplay+canais.

A Premier League será um dos campeonatos exibidos no Star.

Com isso, a chegada do Star+ deve impulsionar de vez o mercado de “streaming esportivo” na disputa com a TV por assinatura e outras plataformas, já que duas gigantes do entretenimento estarão usando a estratégia por aqui. Desde o ano passado, a Globo passou a exibir, ao vivo, as marcas do grupo Globosat (SporTV, Multishow, OFF, GNT, etc) através do plano que ficou conhecido como Globoplay +canais – atualmente custando R$ 42,90/mês.

A programação esportiva, inclusive, é apontada como um dos diferenciais do serviço da Globo, já que, além da transmissão ao vivo dos canais SporTV (que ganharão ainda mais peso com as Olímpiadas), a emissora também disponibiliza uma opção, através de um valor adicional na mensalidade, o seu serviço de pay-per-view do futebol brasileiro, o Premiere, que conta com as duas principais competições nacionais: o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil.

Outra opção disponível por aqui é o Dazn. Primeiro serviço focado em esportes ao vivo e sob demanda do mundo, a plataforma vinha ganhando popularidade no Brasil, mas teve seu “cardápio” de competições desfalcado durante a pandemia, perdendo competições como a Conmebol Sul-Americana e Recopa Sul-Americana, além de campeonatos europeus como o Italiano e o Francês. Atualmente, a grade do Dazn tem como seus principais ativos, as transmissões de algumas copas de futebol de países europeus e do basquete nacional e sul-americano (NBB e Champions League das Américas).

O app gratuito OneFootball, por exemplo, transmite o campeonato alemão e a liga francesa, com comentários de Mauro Cezar Pereira.

Reforço de peso
Em evento para a imprensa na última quarta-feira (26/5), o HBO Max anunciou que chega ao Brasil em 29 de junho com preços a partir de R$ 19,97. E uma das grandes novidades foi que o streaming também vai contar com programação esportiva e, de cara, da maior competição de clubes do mundo: a Champions League. Atualmente exibida pela TNT Sports através dos canais TNT, Space e a plataforma Estádio TNT, o campeonato agora será exibido pelo streaming da WarnerMedia.

Estratégia global
Se no Brasil, duas empresas estão entrando forte no mercado de “streaming esportivo”, a estratégia também tem sido seguida em outros países. Nos Estados Unidos, por exemplo, a Paramount anunciou na última semana que vai transmitir todos os jogos do Campeonato Brasileiro com exclusividade no país até 2023 em seu serviço de streaming.

O acordo prevê a transmissão de todos os 380 jogos da competição neste ano, com narração em inglês, para os EUA – no Brasil os direitos seguem com a Globo. Além disso, a Paramount+ já é responsável pela transmissão de outros campeonatos para os norte-americanos, incluindo NWSL (liga de futebol feminino nos EUA), Campeonato Italiano e Campeonato Argentino.

Vai terminar de enterrar

Só vai funcionar se conseguirem tirar o delay comum nesses serviços de streaming.
Já passei raiva assistindo algum jogo no SporTV pelo globoplay e o povo comemorar gol na rua bem antes de passar na minha tv

saudades brendon