ESTREIA EM OUTUBRO: Gloria Perez faz questão de Juliana Paiva em Travessia, e atriz é escalada

Juliana Paiva está reservada para o elenco de Travessia, trama de Gloria Perez que vai substituir Pantanal a partir de outubro. A novelista faz questão de ter a atriz em sua nova novela. Com a escalação dela para o folhetim do horário nobre da Globo, Vitória Strada passou a ser dúvida no elenco e deve estrelar outra produção da emissora.

A noiva de Marcella Rica nunca escondeu que quer muito trabalhar com a autora, mas, diante das mudanças que ocorreram nas últimas semanas, sua presença já não está mais certa.

Foi em A Força do Querer (2017) que Juliana Paiva mostrou seu talento dramático pela primeira vez. A atriz interpretou Simone, a filha de Silvana (Lilia Cabral), que sofria com o vício da mãe em jogo. Depois da oportunidade na história de Gloria Perez, a intérprete foi escalada para viver as protagonistas de O Tempo Não Para (2018) e Salve-se Quem Puder (2020).

Gloria também já conta com Giovanna Antonelli e Alexandre Nero reservados para a trama. Eles voltarão como os delegados Helô e Stênio, de Salve Jorge (2012).

A Globo pretende estrear Travessia na segunda semana de outubro, que terá um forte apelo contra as notícias falsas nas eleições deste ano. O enredo abordará o impacto da tecnologia na vida das pessoas, mas sem apelar para robôs.

A autora, na verdade, vai focar nos danos que as notícias falsas provocam nas vidas das pessoas. Em Travessia, a tecnologia será vista por dois lados, como antagonista e como mocinha da história, já que pode ser usada para o bem e para o mal. Nas primeiras reuniões com sua equipe, Gloria chegou a dizer que a fake news será o grande vilã.

No final do mês passado, Gloria Perez deu um pequeno spoiler de sua próxima novela das nove na Globo. A escritora publicou um estudo no qual cientistas listaram os países com os maiores índices de vício em smartphones e indicou que este será um dos assuntos abordados em Travessia.

Autora postou imagem de seu computador com nome da novela em documento (Reprodução/Facebook)

Travessia, que será dirigida por Mauro Mendonça Filho, terá 155 capítulos, o mesmo número de Explode Coração (1995), outra novela da autora. Se nada mudar, a trama substituta de Travessia será escrita por Walcyr Carrasco e entrará no ar em abril de 2023.

A autora, que está a todo vapor escrevendo os capítulos iniciais de Travessia, explicou em seu perfil no Facebook como costuma trabalhar quando está escrevendo uma novela:

Você tem um sólido ponto de partida para a história central (tronco) e para as paralelas (galhos), e uma definição clara do caráter das personagens. Mas é obra aberta, vai sendo escrita durante a exibição e tem aquela mesma função dos folhetins do século 19: chamar o público para o dia seguinte. Então, elas não permitem que você se apegue ao todo que imaginou antes. Há que ter jogo de cintura para improvisar outros caminhos e uma boa dose de despudor para usar e abusar dos recursos do folhetim.

Com a audiência da TV aberta em queda, a Globo terá pela primeira vez duas novelas das nove no ar. Gloria Perez furou a fila do horário nobre e vai escrever a substituta de Pantanal, que estreia no próximo dia 28.

Com a manobra, João Emanuel Carneiro vai produzir Olho por Olho diretamente para o Globoplay. A novela dele iria entrar na TV aberta antes de Travessia, mas a emissora mudou de ideia e lançou essa nova estratégia.