Estudante do Mackenzie usa suástica em protesto contra vacinas

Um estudante de direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo, utilizou, durante a aula online, a imagem de uma suástica com quatro seringas para “protestar” contra a obrigatoriedade da vacinação em servidores públicos. O fato absurdo aconteceu no chat da videochamada.

Estou sendo vítima do nazismo nesse exato momento. Esse é o meu protesto – afirmou o aluno.

Confrontado por colegas e pelo professor, o aluno que se identificou apenas como “Rafael” escreveu: “nós servidores públicos fomos obrigados a tomar vacina nessa semana”.

Os outros estudantes chegaram a pensar que se tratava de um invasor, mas o próprio Rafael confirmou que era aluno.

O professor que ministrava a aula, Helcio Dallari, afirmou:

''Tem um problema aqui relacionado à imagem que você está usando. A imagem da suástica”.

Rafael, então, explicou que era uma suástica com quatro seringas, mas o professor repetiu:

“É, mas o símbolo da suástica não é um símbolo aceitável. Seria melhor você alterar. Não vou nem entrar na discussão, o porquê que você está usando isso aí, mas enfim. O símbolo da suástica não tem respaldo”.

Os alunos que assistiam à aula disseram que acionaram o Ministério Público e pedem a suspensão de Rafael.

O Centro Acadêmico João Mendes Jr., do curso de direito do Mackenzie, divulgou uma nota se manifestando:

“Em um país que se aproxima de 600 mil mortos vítimas da Covid-19 e que tem como única medida efetiva de contenção da pandemia a vacinação, a associação da vacina à suástica nazista é inadmissível. O Centro Acadêmico João Mendes Júnior repudia veementemente toda e qualquer forma de racismo, sobretudo no curso de um período inegavelmente delicado da história nacional, com constantes ameaças democráticas e proliferação massiva de discursos de ódio, e sobretudo na semana que marca uma das datas mais importantes e sagradas para o judaísmo: o Yom Kippur”.

que otário

faz isso porque sabe que não vai dar em nada

igual o menino que foi com uma suástica no protesto uns meses atrás e a polícia deixou ele protegido pra ngm chegar perto e dar o que ele merecia

mas e daí meu filho?

que absurdo

Aquela do shopping é inacreditável, nem uns tapas aquele safado tomou.

Pois que seja expulso

só surra resolveria isso

A explicação dele, imagino se essa praga for fazer defesa de alguém, coitado do cliente dele.

público alvo pra ele não vai faltar

pior que pelas falas do professor ele deve até ter ficado com medo de advertir o aluno e depois sobrar pra ele, visto ser uma escola particular

E ñ me choca em nd ser estudante da Mackenzie

2 curtidas

tinha que ser na Mackenzie

1 curtida

Realmente, o plano de Hitler era vacinar judeus e toda a Europa

Gente?

parei aqui

mais um incel

tinha que ser rafael

a nota sem nenhuma menção a expulsão

ninguem da turma ameaçou dar uma surra no chat nao?

povo frouxo