Ex-'Túnel do amor', Arturo de Córdova faz teste para TV e relembra cantada em Ana Clara: 'Ótima energia'

Da participação de Arturo de Córdova no “Túnel do amor”, do Multishow, há dois momentos marcantes que ficaram na memória do público: os beijos em quase todas as mulheres da casa e por ter dado uma cantada em Ana Clara, a apresentadora. Hoje, ele dá risada.

— Como é que eu não cantaria aquela mulher (risos)? Ana Clara é linda, educada, sorridente, uma ótima energia. Aquilo repercutiu, mas não foi nada planejado. Me diverti no reality show. Topei participar porque gostei da proposta e ganhei um dinheiro. Hoje, namoro e estou focado em outros projetos — diz o modelo, de 30 anos, que é pai de duas filhas de antigos relacionamentos, e faz mistério sobre o novo amor.

Um dos novos planos é a estreia como cantor. Na quinta-feira, ele lança um trap, chamado “Lifestyle carioca”. É um pouco do que ele viveu e gosta de fazer nesses 10 anos de Rio de Janeiro. Mas também incluiu versos, como “ninguém sabe de onde eu vim”, para promover reflexões sobre julgamentos que já sofreu.

— Eu nasci em Itapema, no interior de Santa Catarina. Vendia queijo com meu pai na BR 101. Quando tinha 10 anos, a gente morava em um galpão, por exemplo, que não tinha banheiro. A gente usava um público. Ainda assim, meu pai me fazia ver a vida com ares de superação. Não no lugar de vítima. Isso me deu resiliência.

A mudança para o Rio se deu quando decidiu investir na carreira artística.

— Eu queria ser modelo. Me inspirava no Cauã Reymond. Morei em São Gonçalo, trabalhava como garçom para pagar as contas e os cursos de teatro. Fazia figuração na Record, ganhava R$ 60 e gastava R$ 35 só de condução. Hoje, moro no Leblon. É fruto da minha dedicação.

Além do reality show, Arturo já fez participações em novelas, fez até cenas com Giovanna Antonelli. Agora, está na expectativa para novas oportunidades.

— Fiz teste para uma novela. Não posso falar nada. Mas estou torcendo por uma notícia legal.

Tópico Renan90, um show de who