Funcionário do Carrefour fica preso dentro do elevador por 36 horas sem água e sem comida

Um funcionário da rede Carrefour que estava desaparecido desde o último sábado (25), ao encerrar o expediente, foi encontrado preso dentro do elevador do supermercado na manhã desta segunda-feira (27). O supermercado funcionou no domingo (26) mas, mesmo assim, ninguém notou que ele estava preso dentro do equipamento. O rapaz ficou sem comer e sem beber durante todo o período.

Segundo apurado pelo g1 , o funcionário, que trabalha há cerca de sete anos na unidade do Carrefour da Avenida Conselheiro Nébias, em Santos, no litoral de São Paulo, estava desaparecido desde sábado (25), quando deveria ter voltado para casa após o trabalho.

No entanto, ele não deu notícias, e os familiares passaram a divulgar imagens dele pedindo por informações de possíveis paradeiros por diversas páginas nas redes sociais. A mãe divulgou que o filho era usuário de remédios controlados e que nunca havia ficado fora de casa sem dar notícia antes.

O supermercado funcionou no domingo (26). Mesmo assim, o funcionário só foi localizado na manhã desta segunda-feira, no início do expediente dos funcionários do primeiro turno. Ele estava preso dentro do elevador, onde passou cerca de 36 horas aguardando para ser libertado.

A mãe não chegou a registrar boletim de ocorrência sobre o desaparecimento porque foi orientada a aguardar 24 horas do desaparecimento, já que o filho é maior de idade. Procurada pelo g1 , ela preferiu não se manifestar sobre o assunto.

Supermercado

O Carrefour informou que o funcionário ficou preso em um elevador de carga que, por motivos desconhecidos, parou de funcionar. O equipamento fica em uma área com acesso restrito a funcionários e, por conta disso, seria pouco visitado no dia a dia do supermercado.

Uma investigação interna do supermercado apura qual o motivo do funcionário supostamente não ter pedido ajuda. Além disso, uma equipe de manutenção foi acionada e apura qual a causa do elevador ter deixado de funcionar.

O Carrefour informou, por nota, que o funcionário passa bem e se encontra em casa com a sua família, após ser atendido no hospital da cidade e fazer alguns exames. O supermercado disponibilizou uma assistente social para oferecer apoio psicológico ao funcionário e aos familiares mais próximos.

“Estamos junto aos familiares para prestar todo o suporte necessário, incluindo apoio psicológico. Ficamos consternados com o ocorrido e estamos apurando o fato internamente”, finalizou o mercado.

Fonte

essa empresa é um lixo em tudo ne, record dos supermercados

foi la que uma vez um cliente morreu e eles tamparam com um guarda sol e o supermercado continuou funcionando normal ne

1 curtida

morro com esse mercado todo dia eh um crime q acontece

1 curtida

Cansados de matar animais vão eliminar os funcionários

Carrefour é o pitbull das redes de supermercado

1 curtida

Gente? Não tem interfone em elevador de carga?

Essa rede e o Walmart disputando quem é o mais podre

2 curtidas

sim mas não acontece só lá não

torcendo pro mega processo vir

Espero que ele tenha aproveitado o tempo dentro do elevador para fazer planos com o dinheiro que vai receber de indenização

O Carrefour aqui da minha cidade quase não tem funcionários, deve ser medo de trabalhar lá

competição hard com o walmart pra ver quem é pior

Eu tenho NOJO desses hipermercados

As pocs julgando quando na matéria fala que ele é que não pediu ajuda.

ele toma remédio controlado, deve ter algum transtorno e ficou transtornado e sem ação la dentro. N é possível que nao tinha uma câmera la dentro ou que nao sentiram falta dele

1 curtida

Sem falar que ele devia estar com celular. Ele podia gritar também. Alguma coisa. Também acho que ele teve algum surto lá dentro.

deus me livre
eu tenho trauma até hoje de uma vez que fiquei presa por meia hora
e isso porque tinha interfone

Ainda vão jogar a culpa no funcionário podem anotar.

1 curtida

Não duvido q ficou com trauma