Gentili confessa que já brochou quando estava cansado: ‘Dormi em cima dela’

O apresentador Danilo Gentili, de 41 anos, confessou que já brochou durante o sexo devido ao cansaço e, inclusive, dormiu “em cima” de sua então companheira no momento do ato sexual.

A revelação foi feita ontem durante participação no podcast “TicaracatiCast”, comandado pelos humoristas Márvio Lúcio, conhecido como Carioca, e Marcos Chiesa, o Bola - os dois são ex-integrantes do extinto programa “Pânico na Band”.

Segundo Danilo Gentili, a “brochada” aconteceu quando ele estava iniciando sua carreira no extinto CQC (Custe o Que Custar), exibido na Band, e a rotina de gravações fora dos estúdios o deixava cansado.

“Eu já broxei quando estava cansado. O pessoal acha que é fácil [fazer reportagem na rua], mas isso acaba com a sua vida. Ficar o dia inteiro acordado, em pé esperando. Eu estava nessa época, começando o CQC. Eu estava namorando. Estando comendo a menina, em cima dela, e dormi. Dormi em cima dela”, relatou.

Após a confissão do famoso, Bola confirmou que de fato as externas, como são chamadas as gravações na rua, são cansativas. O humorista, inclusive, relatou um episódio em que, após fazer algumas filmagens ao ar livre, ele foi chamado para “passar na massagem”, mas quando chegou lá e a “mina” começou a massageá-lo, ele dormiu “de uma maneira que nem senti nada”.

Em outro momento, o apresentador explicou por que ainda está solteiro e disse que tem medo de casar e “fazer merda”. Entretanto, ele pondera que está ficando “velho” e já não tem “mais muita vontade de ficar fazendo merda, então, eu acho que está chegando a hora de, em breve, eu me casar”.

“Mas se eu já tivesse casado desse ponto para trás eu teria sido um péssimo marido. Eu não admito falhar nessa hora. Eu não quero falhar no casamento”, afirmou o artista, pontuando que considera o matrimônio algo “muito sério”.

Alérgico a medicamentos

Ainda no podcast, Danilo Gentili falou um pouco sobre o episódio em que contraiu covid-19. Segundo o famoso, ele ficou preocupado após ser diagnosticado com a doença devido ao fato de ser alérgico a vários medicamentos, o que o impossibilita de tomar remédios.

“Eu tenho trauma de remédio. Eu já quase morri muitas vezes por causa de um remédio. Desde criança eu sou alérgico a medicação. Sou alérgico a dipirona, ácido acetilsalicílico… Praticamente não posso tomar nenhum analgésico, nenhum antitérmico… eu não posso tomar nada”, declarou, ressaltando que, quando está com febre, ele chega a delirar, mas não pode se medicar.

A cara de quem broxa até em punheta

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

coitada da mulher