Globo e Record fazem união de forma totalmente inesperada para criticar presidente Bolsonaro


REPRODUÇÃO/TV GLOBO E RECORD.

William Bonner no Jornal Nacional e Mariana Godoy no Fala Brasil: Globo e Record criticaram Bolsonaro

Globo e Record se uniram para criticar as falas de Jair Bolsonaro contra o Poder Judiciário. Na edição de quinta-feira (29) do Jornal Nacional, William Bonner usou meias palavras para acusar o presidente de mentir sobre decisões do STF (Supremo Tribunal Federal) durante a pandemia. Já Mariana Godoy, no Fala Brasil desta sexta-feira (30), classificou como “bizarra” uma live feita pelo político para atacar o sistema eleitoral.

A fala da âncora do noticioso matinal da Record chamou a atenção de internautas, que colocaram o nome dela entre os mais comentados do Twitter. Essa, no entanto, não foi a primeira vez em que Mariana alfinetou o governo alinhado com a emissora de Edir Macedo.

“O presidente Jair Bolsonaro insistiu, durante uma live bizarra, que a urna eletrônica facilita fraudes nas eleições. Bolsonaro também criticou o presidente do Superior Tribunal Eleitoral, Luís Roberto Barroso, que é contrário à proposta de um voto impresso”, narrou a apresentadora do Fala Brasil, com expressão de contrariedade.

A reportagem do telejornal mostrou trechos da live e reforçou que o presidente não apresentou provas de fraudes nas eleições presidenciais. “Não temos provas, vou deixar bem claro. Mas indícios que eleições para senadores e deputados podem ocorrer a mesma coisa [fraude], por que não?”, falou Bolsonaro durante a transmissão em suas redes sociais.

O vídeo foi compartilhado no Twitter do Fala Brasil. Apoiadores do presidente criticaram a fala de Mariana Godoy a respeito da live, enquanto outros elogiaram a coragem da jornalista em reforçar a segurança do sistema eleitoral brasileiro em um telejornal ao vivo na Record.

Assista abaixo:

JN acusa Bolsonaro de 'inverdade’
Crítico tradicional das ações de Jair Bolsonaro, o Jornal Nacional apontou “inverdades” em uma nota divulgada pelo presidente para divulgar as medidas do governo federal durante a pandemia e rebater um vídeo do STF. Editor-chefe e âncora do noticioso mais assistido do país, William Bonner evitou usar a palavra mentira.

“O presidente Jair Bolsonaro usou hoje [29] uma rede social para defender a atuação do governo federal na pandemia. Ontem [28], o STF publicou um vídeo na internet em reação a uma insistência do presidente de repetir uma inverdade: a de que o STF tinha retirado o poder do governo federal e decidido que apenas prefeitos e governadores poderiam tomar medidas de proteção contra a pandemia”, explicou o jornalista.

No vídeo, o Supremo esclareceu que todos os poderes tinham que atuar juntos com medidas para proteger a população. Na sequência, Bonner desmentiu um trecho da nota publicada por Bolsonaro sobre as ações na pandemia.

“O presidente voltou a faltar com a verdade ao afirmar que o governo federal recorreu por duas vezes contra decretos de governadores e que as ações não foram analisadas. As duas ações foram, sim, analisadas. Uma pelo então ministro Marco Aurélio Mello e outra pelo ministro Luís Roberto Barroso. As duas foram rejeitadas por questões processuais”, informou o âncora.

1 curtida

que seja assim até 2022

O comunismo dominando o mundo!

Por mim teria isso sempre pra acabar da mafia do presidente bolsalga

O dinheiro deixou de entrar na universal né kkkk
Bando de podre

bota logo que é mentira caralho
usar esses termos só confunde
é mentira e poucas ideias
MENTIROSO DESGRAÇADO, VAGABUNDO FETIDO

1 curtida

a globo já era esperado que tucanasse, mas a record me surpreende

Só vai sobrar a Jovem Klan e o SBosTa até o Pedo morrer.

BIZARRA

GENTE

estamos em um universo paralelo?