Gravando nova temporada de série, Daphne Bozaski, de As Five, revela "loucura" que já aprontou no Dia dos Namorados

Daphne Bozaski, a Benê de Malhação: Viva a Diferença e As Five, e o marido, Gustavo Araujo, estão juntos há quase 10 anos e têm muita história pra contar. Em entrevista ao NaTelinha, a atriz, que está gravando a segunda temporada da série do Globoplay, revela como os dois se conheceram, o que faz para o relacionamento não cair na rotina e lembra da ideia mais inusitada que teve para comemorar o Dia dos Namorados. “Eu o levei para saltar de paraquedas e confesso que foi uma surpresa pra mim também, pois nunca tinha saltado e quando chegou a hora eu pensei: ‘De quem foi a ideia mesmo?’”, diverte-se.

Os cupidos do casal foram amigos em comum, do teatro. Na época, ele trabalhava como músico em alguns espetáculos e ela foi prestigiá-lo. “Depois ele foi me ver em outra peça, nos encontrávamos nas reuniões de amigos… Paralelamente a esse trabalho, ele abria a casa dele, Casa do Araujo, para jantares a portas fechadas. Até que um dia ele me chamou para ir no restaurante e quando nós percebemos já estávamos há uns meses juntos, e parecia que já tinham se passado uns 10 anos”, detalha.

Com o tempo, a paulistana acha que a relação foi se transformando, principalmente depois do nascimento de Caetano, de três anos. “Mas sempre tiramos um tempo para nós, para ir ao cinema, comer em algum lugar longe da rotina da casa. Acho que esse clima romântico de namoro não pode se perder, então esses momentos de nós dois são fundamentais”, pontua, revelando ainda uma tradição que eles cumprem em todo dia 12 de junho. “O Gustavo sempre abre a Casa do Araujo com um jantar especial no dia dos enamorades. É muito gostoso, pois sempre é uma noite especial. Então a nossa comemoração é alimentar, brindar e comemorar junto com outros casais”, vibra.

Sobre o segredo para um relacionamento duradouro, Daphne dá dicas preciosas. “Relacionar é ‘refazer o laço’. Acho que esse é um caminho, estar atento e cuidando da relação diariamente. Conversar sobre o que está sentindo, sobre o que anda pensando… Essa parceria e o objetivo em comum de futuro é o que ajuda e reforça a relação, mesmo com todas as diferenças e turbulências que ocorrem”, ensina.

Daphne Bozaski dá palpites no restaurante do marido

Daphne Bozaski, de As Five, revela "loucura" que já aprontou no Dia dos Namorados
Daphne Bozaski e Gustavo Araujo na Casa do Araujo - Reprodução/Instagram

A Casa do Araujo, restaurante do qual Daphne Bozaski fala com tanto carinho, existe há 11 anos e fica em São Paulo. Quando ela e Gustavo se conheceram, ele abria as portas para as pessoas jantarem às sextas e sábados. “O clima é bem intimista, então sempre que vou ajudo no que precisar. Há muito tempo eu já trabalhei oficialmente na Casinha, mas foi num período em que o Gustavo estava procurando uma ajudante. Depois conhecemos a Dani e ela está há anos trabalhando com ele. Hoje em dia eu ajudo provando e dando minhas opiniões e ideias no backstage”, conta.

A atriz diz ainda que, na Casinha, como ela chama, o esquema é diferente de outros restaurantes. “O menu é livre, você escolhe o quer comer e beber. Não é um valor fechado. A ideia é compartilhar as porções. Um clima que lembra tapas espanholas”, explica.

“Eu adoro cozinhar, dividimos muito essa tarefa no dia a dia da Casa. Mas é claro que nos jantares de comemorações quem toma a liderança é sempre o Gustavo”, completa.

Sobre a segunda temporada de As Five, Daphne ainda não pode falar muito. “O que posso dizer neste momento é que estamos preparando temporadas cheias de surpresas para os fãs. Todas ‘As Five’ vivem novos desafios da vida adulta, e com a Benê não será diferente. Em breve vocês conhecerão mais detalhes sobre os rumos da vida dela. Estou muito animada com a trama toda e para contar essa história. Aguardem que logo eu conto”, prometeu. Vale destacar que a segunda temporada da série tem previsão de estreia para o fim de 2022, mas a produção já foi renovada para uma terceira leva de episódios.

MORTO q ela é casada e ainda com 10 anos de história
jurava que ela tinha, no máximo, 21