HBO Max anuncia série documental sobre o assassinato de Daniela Perez

O caso do assassinato de Daniella Perez (1970-1992) vai virar série documental na HBO max. A plataforma de streaming anunciou a novidade nesta terça-feira (14). A produção terá cinco episódios e será dirigida pela dupla Tatiana Issa e Guto Barra. Além da direção, Guto também assina o roteiro da trama. A série será contada através da visão de Gloria Perez, mãe de Daniella, sobre os fatos, além de depoimentos de parentes e amigos da atriz.

Anos após o assassinato de Daniella Perez e um grande movimento, a autora conseguiu a alteração na Justiça brasileira para enquadrar homicídio qualificado como crime hediondo. O crime ocorreu em 1992, e Daniella tinha apenas 22 anos quando foi assassinada pelo colega da novela De Corpo e Alma (1992), Guilherme de Pádua, que deu 18 golpes de tesoura até a morte da moça, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

A primeira prisão do assassino de Daniella ocorreu em apenas 24 horas. A notícia de que Guiherme de Pádua era o autor do crime chocou todo o Brasil. Ele foi levado à delegacia e, de início, negou envolvimento no caso. Entretanto, acabou confessando horas mais tarde. Sua mulher na época, Paula Thomaz chegou a confessar participação no crime mas depois tentou voltar atrás no depoimento. Os dois foram presos no dia 31 de dezembro de 1992.

Guilherme chamou para si toda a responsabilidade do crime, porém, oito meses depois, em agosto de 1993, ele mudou seu depoimento afirmando que Paula também estava no local e que ela havia participado da morte. Os dois foram condenados a 19 anos de prisão, entretanto, graças ao “bom comportamento”, foram soltos em 1999, com apenas sete anos de pena cumprida. Hoje, Guilherme de Pádua é pastor evangélico em Belo Horizonte.

Assassina de Daniella Perez abre queixa-crime contra Gloria Perez
Paula Thomaz, condenada pelo assassinato da atriz Daniella Perez em 1992, abriu uma queixa-crime contra a autora da Globo, Gloria Perez, mãe da vítima. Tudo depois que a escritora respondeu alguns comentários no Facebook sobre o fato de Paula estar investindo na carreira artística de sua filha mais nova. “Essa criminosa não tem limites”, disse.

“Não preservou o filho que tinha na barriga quando se fez assassina e não preserva a filha de um meio (artístico) onde terá sempre como referência ser filha de uma assassina”, prosseguiu a autora da Globo em sua rede social.

O fato fez com que Paula e seu marido, Sérgio Peixoto, abrissem um boletim de ocorrência contra Gloria Perez e também alguns dos seus seguidores na Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima, no Centro do Rio de Janeiro, pelos crimes de ameaça e divulgação.

Algumas ameaças foram listadas, tais como: “Vai Gloria, agora manda matar a filha dela” e “é bom ela colocar a filha sim, quem sabe acontece o mesmo e alguém tira a vida da filha dela da mesma forma. Aqui se faz, aqui se paga”.

Gloria Perez já foi intimada a depor, mas a princípio, mandou um advogado para saber mais a respeito da denúncia. O inquérito ainda está em fase diligência e não se tornou um processo.

a cara de pau da assassina indo prestar queixa contra a mãe da garota que ela matou…

eu jurava que essa série seria para o globoplay
mas olha…se a glória autorizou, quem sou eu para falar algo?

o depoimento do raul vai emocionar
ele era namorado dela na epoca…

e até hoje a glória gosta muito dele, devia ser maravilhoso

1 curtida

Pior que eu também achava que seria para o Globoplay mas estou sim no meio do muro amigo

ele foi para a record né?

por que amigo?

a última dele foi a força do querer, antes disso participou de o clone e américa da glória. mas fez algumas na record nesse meio tempo.

ele sempre está nas novelas da gloria

Por que por lado pode ser uma boa mas por um outro talvez não amigo mesmo que a Gloria Perez tenha liberado isso

amigo mas acho que tem supervisão dela né?

vou assistir
o que a glória passou foi muito pesado

Eu acho que sim ou colaboração/curadoria da autora

Glória autorizou?

vai hitar mto
quem será que vão pegar pra interpretar a lenda?

provavelemnte então

1 curtida

kkkkk mas é logico que sim

Faria muito mais sentido mesmo

O caso do assassinato de Daniella Perez, atriz, e filha da autora Glória Perez, que chocou o Brasil em 1992, vai ganhar uma série exclusiva pelo streaming HBO Max, com cinco episódios.

A série sobre o assassinato de Daniella Perez terá direção de Tatiana Issa (“Dzi Croquettes”) e Guto Barra (“Yves Saint-Laurent: My Marrakesh”), que também assina o roteiro, a obra terá depoimentos da mãe da atriz, a autora Gloria Perez, de membros da família e de amigos.

Daniella Perez foi assassinada com apenas 22 anos, em 28 de dezembro 1992 pelo ator Guilherme de Pádua, que fazia par romântico com ela na novela De Corpo e Alma, junto com sua mulher, Paula Thomaz. Em um terreno baldio, Guilherme e Paula apunhalaram Daniella diversas vezes, dentro do carro, depois num matagal próximo. A perícia comprovou que Daniella Perez foi assassinada com 18 facadas que atingiram o pulmão, o coração e o pescoço.

Após o crime, na época, sua mãe se afastou da novela que escrevia, deixando para Gilberto Braga, Ana Maria Moretzsohn e Leonor Bassères a responsabilidade de escrever os capítulos e dar um fim aos personagens. Na sua última aparição na novela por meio de gravações, em 19 de janeiro de 1993, foi feita uma homenagem dos atores, que estavam muito tristes pela perda.

Guilherme de Pádua foi condenado a 19 anos de prisão pelo assassinato de Daniella Perez, mas foi solto ainda no século 20, em 1999, após pouco mais de 6 anos preso. O caso chocou o Brasil pelos envolvidos serem artistas muito conhecidos e que trabalhavam juntos.

A série tem previsão de estreia para 2022, na HBO Max.