Her Name Is Deltacron: variante não existe, afirma revista Nature

Variante deltacron não existe, confirma estudo

As sequências da deltacron foram registradas por conta de um erro no laboratório que fez com que alterações presentes na delta parecessem sequenciadas em conjunto com a ômicron

No início de janeiro, pesquisadores do Chipre anunciaram a descoberta de uma nova cepa do novo coronavírus que recebeu o apelido de deltacron, por apresentar elementos presentes nas variantes delta e ômicron. A notícia se propagou, assim como o temor quanto ao surgimento de uma versão do Sars-CoV-2 ainda mais potente. Os dados foram revisados por outros cientistas, que apontam, em um artigo publicado na revista especializada Nature, inconsistências nas análises genômicas realizadas.

O virologista Leondios Kostrikis, da Universidade do Chipre, anunciou, na televisão local, que seu grupo de pesquisa havia identificado vários genomas de Sars-CoV-2 que apresentavam elementos das duas mais recentes variantes do patógeno. Logo em seguida, o grupo enviou 25 das sequências genéticas para um popular repositório público de dados científicos. O resto do material foi enviado semanas depois.

A reação da comunidade científica foi rápida. Muitos especialistas declararam, tanto nas redes sociais quanto na imprensa, que as 52 sequências não apontavam para uma nova variante e não eram resultado de recombinação — o compartilhamento genético de informações — entre vírus. Provavelmente, eram fruto de contaminação em laboratório. “Não existe deltacron. Ômicron e delta não formaram uma supervariante”, escreveu, no Twitter, Krutika Kuppalli, membro da equipe técnica contra covid-19 da Organização Mundial da Saúde (OMS), dois dias depois do anúncio feito por Kostrikis.

O artigo publicado, agora, na Nature relata que as sequências da deltacron foram registradas por conta de um erro no laboratório que fez com que alterações presentes na delta parecessem sequenciadas em conjunto com a ômicron. “Esse gene da delta não permite outras ligações em si. Portanto, a ômicron não apresenta essa mutação”, explica Jeremy Kamil, virologista da Louisiana State University, nos Estados Unidos, e um dos integrantes da equipe revisora.

Depois do artigo, Kostrikis declarou que aspectos de sua hipótese original foram mal interpretados e que “apesar do nome confuso que alguns meios de comunicação tomaram para significar que as sequências eram as de um vírus recombinante delta-ômicron”, ele não havia dito que as sequências representavam um híbrido. Esse fenômeno já tinha sido cogitado outras vezes. Em dezembro, por exemplo, pesquisadores da farmacêutica Moderna, que tem uma vacina contra a covid-19, cogitaram o surgimento da variante apelidada de delmicron devido ao aumento de casos da doença na América do Norte. Essas e outras suspeitas não foram confirmadas.

Fonte: Variante deltacron não existe, confirma estudo

O Atila quebrando os pratos em casa em 3, 2, 1…

Deltacron from Rio

não tinha ouvido falar dela até esse tópico kkkk onde tem a demo da música pra ouvir??

no canal do atila amiga

2 curtidas

kkkkk este senhor ficou em 2020

1 curtida

O lançamento cancelado

Aaaar

1 curtida

Mentira kkkk

mentira?
jesus a bagunça

1 curtida

vim achando que a delta n existia, nem sabia desse remix