Homem é exonerado da prefeitura de Itapevi após entrar de penetra no casamento de Lula: "Só queria ver o ex-presidente"

Demitido da prefeitura de Itapevi, em São Paulo, após ter ido de penetra no casamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com a socióloga Rosângela Silva, a Janja, no dia 18, Antônio de Pádua Freitas Moreira Junior disse à CNN nesta segunda-feira (23) ter presenciado um “momento inesquecível” e que agradece por isso.

“Só tenho a agradecer a oportunidade de ter presenciado esse momento inesquecível”, afirmou. Junior, como é conhecido, era secretário-adjunto da Fazenda e Patrimônio da cidade de Itapevi. “Aproveito para me desculpar aos noivos por qualquer embaraço provocado, o que foi pontualmente resolvido naquela agradável noite.”

Junior foi demitido do cargo na quinta (19), por conta do episódio. À CNN , o agora ex-secretário disse não ser filiado a nenhum partido político e que sua intenção foi a de ver o ex-presidente Lula.

“Em mais de 30 anos de efetiva participação em campanhas de diversos e renomados políticos do Brasil –inclusive candidatos ao Senado e a presidente da República–, jamais pratiquei qualquer ato que desabonasse minha conduta. Nesse ínterim, ocupei cargos de confiança sempre de maneira proba e servil”, disse.

Junior também agradece ao prefeito de Itapevi, Igor Soares (Podemos), “pela oportunidade de ter exercido, pelos últimos seis anos, o honroso cargo de secretário-adjunto da Fazenda de Itapevi, tendo colaborado com as significativas mudanças estruturais e sociais que a cidade tem apresentado”.

À CNN , o prefeito de Itapevi confirmou a exoneração pelo fato de o agora ex-servidor ter entrado no casamento de Lula sem ter sido convidado.

“A atitude do ex-servidor da prefeitura de Itapevi não condiz com a postura de um agente público de cargo de confiança. Por estes motivos, foi exonerado na data de ontem, com publicação veiculada na edição desta sexta-feira do Diário Oficial do Município, da função de secretário adjunto. Defendo que o respeito ao próximo deve ser a premissa de todo cidadão”, afirmou o prefeito em nota.

Soares disse ainda “que todo ser humano precisa ser respeitado em seus momentos particulares. E a festa de casamento é uma ocasião especial, reservada para amigos convidados”.

Procurado, o PT disse que não comentaria o episódio.

De acordo com a advogada trabalhista Marcelise Azevedo, o caso não está no escopo da Justiça do Trabalho, por não se tratar de empregado contratado no regime da CLT ou de outra legislação trabalhista, mas, sim de um servidor público ocupante de cargo comissionado e não efetivo.

“E, portanto, demissível ad nutum, porquanto seus ocupantes podem ser exonerados sem prévio processo administrativo. Não há estabilidade nos cargos em comissão”, disse à CNN .

2 curtidas

Amigas @Esquerdistas arriscariam o emprego pelo Luly ?

ele foi demitido pq foi no casamento do lula ou pq foi de penetra?

Amoh. Minha cidade representando

À CNN , o prefeito de Itapevi confirmou a exoneração pelo fato de o agora ex-servidor ter entrado no casamento de Lula sem ter sido convidado.

“A atitude do ex-servidor da prefeitura de Itapevi não condiz com a postura de um agente público de cargo de confiança. Por estes motivos, foi exonerado na data de ontem, com publicação veiculada na edição desta sexta-feira do Diário Oficial do Município, da função de secretário adjunto. Defendo que o respeito ao próximo deve ser a premissa de todo cidadão”, afirmou o prefeito em nota.

Conhece a lenda, amore?

Coitado

Infelizmente não amore. Já me mudei faz tempoh

1 curtida

o prefeito de lá é bolsominion, é isso?

rei que bebeu e comeu como se não houvesse amanhã

Gente que perigo

PT gerando desempregos… Faça alguma coisa Haddad

Acho graça. Quem vê pensa que são exemplos de conduta.

Eis a questão.

E como ele conseguiu entrar de penetra? Não tinha segurança esse casamento? Q perigo qualquer um entrar assim, podia ser um bolsominion e até matar o Lula lá