Homem morre espancado após reclamar do preço da carne

whatsapp-image-2021-10-04-at-09.11.44.jp

Um homem morreu no domingo (3) após ser espancado na frente de um açougue em Alvorada, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Dois suspeitos foram presos. Testemunhas afirmam que as agressões teriam iniciado após Wagner de Oliveira Lovato, de 40 anos, reclamar do preço da carne.

A agressão aconteceu no sábado (2). Lovato vendia salgados e, após encerrar o trabalho, foi até o açougue comprar carne. No estabelecimento, teria feito comentários sobre o preço, de acordo com testemunhas.

Pelo relato, um homem, que não trabalha no açougue, teria começado a agredir Lovato, no lado de fora. Ele estaria acompanhado de um gerente do local, que estava de folga.

Segundo o açougue Shopping das Carnes, o funcionário foi afastado. A empresa também diz que colabora com as investigações e que está prestando suporte à família. Leia a manifestação na íntegra abaixo.

O boletim de ocorrência dá conta de que Wagner levou chutes na cabeça.

A Brigada Militar foi chamada por pessoas que passavam por ali. Os dois homens foram presos. A reportagem tenta contato com as defesas dos suspeitos.

Segundo a Polícia Civil, os suspeitos apresentavam sinais de embriaguez. O delegado do caso, Edimar de Souza, diz que, na versão dos suspeitos, Lovato entrou no local e saiu sem comprar nada.

O gerente teria perguntado o porquê. Lovato teria reclamado do preço e aí as agressões começaram, conforme o relato deles.

Ainda de acordo com o delegado, na esfera penal, o estabelecimento não será investigado, por não ter relação com o crime.

Câmeras de segurança vão ser analisadas pelos investigadores. Lovato foi levado para a UTI do Hospital Cristo Redentor, em Porto Alegre, com traumatismo craniano, e morreu na noite de domingo (3).

“O que a gente mais pede agora é justiça. Isso não pode passar impune”, diz Taiamanda Lovato, prima de Wagner.

A vítima deixa esposa e três filhos, entre os quais um bebê.

Nota do estabelecimento

Nós, do Shopping das Carnes, lamentamos profundamente a morte de Wagner de Oliveira Lovato, confirmada ontem, dia 3 de outubro.

Estamos adotando todas as medidas possíveis para auxiliar as autoridades na apuração das responsabilidades neste ato criminoso em frente ao estabelecimento em Alvorada. O funcionário envolvido neste episódio inaceitável, que não estava em atividade de trabalho no momento do crime, foi afastado pela empresa e está sob custódia da Polícia.

Desde o ocorrido, estamos buscando contato com a família da vítima para dar o suporte necessário. Compreendemos o momento de dor e de reserva e respeitamos o tempo dos familiares. Estamos à disposição para que esse diálogo aconteça.

Em respeito a Wagner de Oliveira Lovato e a sua família, a loja estará fechada nesta segunda-feira (04/10).

O Shopping das Carnes abriu as portas há apenas três meses e emprega 32 funcionários instruídos a atender com respeito e atenção ao cliente. Estamos profundamente consternados com este episódio inexplicável. Não toleramos, nem admitimos, nenhum tipo de violência.


sai dessa beirada AGORA

O cara que bateu nem trabalhava no lugar. Com certeza deve ter feito comentários sobre o Bolsonaro e o cara era Bolsominion.

13 curtidas



Eu tenho total CERTEZA disso.

Gente

Alguém sabe me dizer se o agressor assassino é um economista famoso venerado na Faria Lima?

POA

vixe…

O gerente pisando na cara dele

Que horror

O nome desses desgr4ç44444444444444d0ssss**sss tem que ser espalhado em todos os lugares pra que ninguem de oportunidade de trabalho pra eles. Mt menos um cargo de gerente, como o outro tinha

mais um acontecimento normalizado no cusil.

Alvorada

Coitado :confused:
Forças a família Lovato

O brasileiro eh mto burro tb ne
pessoal tinha começar a se organizar pra roubar as lojas e supermercados
mas brasileiro apanha e ainda agradece

Vários Carrefour dando bobeira

1 curtida