Ibovespa opera em alta; Petrobras cai mais de 4% após novo corte na gasolina

O Ibovespa, principal índice da bolsa de valores de São Paulo, a B3, opera em alta nesta sexta-feira (30), acompanhando os mercados internacionais e em meio às expectativas de que o Banco Central do Brasil (BC) comece a cortar os juros no segundo semestre.

O mercado ainda repercute a decisão do Comitê Monetário Nacional (CMN) de mudar o regime de metas da inflação e novos dados de desemprego, divulgados pelo IBGE.

Às 12h26, o índice subia 0,47%, aos 118.934 pontos. Veja mais cotações.

O movimento positivo vinha apesar da forte queda das ações da Petrobras, após a companhia ter anunciado mais uma redução no preço da gasolina para distribuidoras. No mesmo horário, os papéis preferenciais (sem direito a voto) da petroleira caíam mais de 4%.

Na véspera, o Ibovespa fechou em alta de 1,46%, aos 118.382 pontos. Com o resultado, o índice passou a acumular:

  • queda de 0,50% na semana;
  • altas de 9,27% no mês e de 7,88% no ano.

O que está mexendo com os mercados?

Um dos grandes destaques do último pregão do semestre é a alteração no regime de metas da inflação. Para este ano e o próximo, nada muda. Mas, a partir de 2025, a meta passará a ser contínua em 3%, não limitada ao ano-calendário.

No atual regime, a meta de inflação trabalha com um período fechado: de janeiro a dezembro de um determinado ano. Assim, o objetivo é que a inflação medida em dezembro, acumulada desde o janeiro anterior, esteja dentro da meta. No caso de 2023, o centro dessa meta é de 3,25%.

No modelo contínuo é diferente. A inflação tem que estar na meta ao longo de um horizonte de tempo, independente de data fechada. Haddad afirmou que o governo tende a trabalhar com o horizonte de 24 meses, mas que a definição do período caberá ao Banco Central do Brasil (BC).

Sobre o tema, a equipe de análise do BTG Pactual pontua que “a projeção é de queda das expectativas de inflação e curva de juros eleva precificação de corte da Selic (taxa básica de juros) e agosto. Segundo o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, a decisão pode ‘mudar velocidade’ dos cortes”.

Além disso, também fica no radar do mercado as notícias envolvendo a Petrobras, que anunciou mais uma redução nos preços da gasolina e do gás de cozinha para distribuidoras.

Entre os indicadores, a taxa de desemprego recuou a 8,6% no trimestre encerrado em maio, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (30). Em relação ao trimestre imediatamente anterior, entre dezembro e fevereiro, o período traz redução de 0,3 ponto percentual (8,6%) na taxa de desocupação. No mesmo trimestre de 2022, a taxa era de 9,8%.

Com isso, o número absoluto de desocupados teve baixa de 3% contra o trimestre anterior, chegando a 8,9 milhões de pessoas. São 279 mil pessoas a menos no contingente de desocupados, comparado o último trimestre do ano passado. Em relação ao mesmo período de 2022, o recuo é de 15,9%, ou 1,7 milhão de trabalhadores.

A Gasolina despencando nos últimos meses

1 curtida

queremos o litro da gasolina a 0,50 centavos e o do gas a 10,90

1 curtida

Gás eles cortaram mas nem chegou no consumidor na mesma proporção