Independent sobre novo álbum de Drake: O desprezo absoluto do Rapper pelas mulheres beira o sinistro (nota 40)

Drake tenta e não consegue provar que consegue acompanhar as crianças legais

Era uma vez, Drake era um menino. Ou mais precisamente, ele era “O Menino”, como muitas vezes se chamava: uma ex-estrela infantil com um croon sensível e um rosto de bebê terno, o prodígio de rosto fresco que monopolizou a cultura. Mas com seu 37o aniversário à vista, Drake se sente não apenas como um homem, mas como um homem velho, em parte por causa de sua recusa em agir em sua idade. Enquanto ele circula uma inevitável crise de meia-idade, a mesquinhez infantil e as inseguranças adolescentes que antes eram cativantes em sua juventude agora parecem cansadas e imaturas. Em vez de relaxar e se acalmar à medida que se aproxima dos quarenta anos, o novo álbum de Drake, For All the Dogs, o vê agindo mais do que nunca, de maneiras que frequentemente cheiram não apenas a insegurança, mas a misoginia.

Quase como se seus bares fossem projetados em um laboratório para incitar o discurso on-line, Drake constantemente lembra sua idade, direcionando suas fragilidades para mulheres significativamente mais jovens do que ele: uma jovem de 21 anos que não era “uma selvagem” em “Calling Your Name”; uma jovem de 25 anos que culpa seus problemas de relacionamento em sua juventude por “7969 Santa”. Embora Drake sempre tenha usado uma linguagem desconfortável ao falar sobre mulheres, For All the Dogs o vê entrar em um papel que é nauseantemente patriarcal e quase abusivo. Ele quer algemá-los em “Fear of Heights”, depois chicoteá-los e acorrentá-los como “escravos americanos” em “Slime You Out”. Quando ele canta que ele “embala no meu telefone como sardinhas” em “First Person Shooter”, seu desprezo total pelas mulheres olha diretamente na sua cara.

Drake parece velho, já que seu desgosto se calcifica em algo mais difícil e sinistro.

Nota: 40 2/5

Fonte: Drake review, For All the Dogs: Rapper’s outright contempt for women borders on sinister | The Independent

3 curtidas

Vish kkkk

E ainda deram nota 40

É isso que ele merece

1 curtida

ele é gay né

1 curtida

a nota alta

ele é um mico superestimado

sendo considerando artista da década pela Billboard que deveria ter sido da Taylor Swift

Pelo menos o tempo mostrou e ela já tá humilhando ele demais nessa década

2 curtidas

o mega recheio

ELE MORREU

ELE MORREU

KENDRICK LAMAR PQ TU NAO CANSA DE PISAR NESSE FUDIDO?

1 curtida

Swiftie

ai que delicia o pisao nesse desgraçado

Só duas reviews até agora kkkk

tem 4 contando com essa KKKKK um 70 e três 40 KKKKKKK

Massacrou esse fracassado e não foi pouco

@TheScientist a fake news

esse é do The Independent, nao da Clash

Massacrou

Os critérios da Billboard são objetivos.

Drake não tem culpa por Taylor ter pouquíssimos hits.

a surra nesse lixoso

a cariucha de cueca já avermelhou?

a review escrita pela melody

o catálogo de singles dele mofando nessa década já diz tudo neh
slime you out nem se fala