Intervalo fatal: Funcionário é morto por chefe por tomar cafézinho fora do horário

Um homem foi morto pelo próprio chefe durante o expediente, nesta segunda-feira (6), em uma empresa localizada em São Leopoldo, Região Metropolitana de Porto Alegre. Segundo a Polícia Civil, um desentendimento por causa do horário para o intervalo do café teria motivado o crime. As informações são do g1 RS.

O funcionário chegou ao hospital em São Leopoldo com um ferimento no coração causado por duas perfurações de objeto cortante, e sofreu três paradas cardíacas antes de morrer. Ele foi identificado como Marcelo Camilo e tinha 36 anos.

O suspeito de ter matado o funcionário é considerado foragido pela polícia e teria saído do local caminhando. Segundo o g1, o homem não teve a identidade revelada e tinha no histórico policial um registro de ocorrência por ameaça.

A empresa decretou luto oficial nesta terça-feira (7) e, em nota enviada ao g1, lamentou profundamente a morte de Marcelo e informou que “está prestando toda assistência à família do funcionário, bem como colaborando com as autoridades para elucidar os fatos”.

O próximo Ministro do Trabalho do governo Bolsonaro

Trabalhadores do mundo

Uni-vos!

GENTE? UM CAFEZINHO
imagina a dor da familia

Nós o povo soviético

orgulho do paulo guedes

2 curtidas

Gente? Se eu fosse da família desse cabra eu tiraria tanto dinheiro dessa empresa

Não tem como trazer o ente querido de volta mesmo, o máximo que pode fazer é fazer eles pagarem de alguma forma.

4 curtidas

Negociar com o patrão

Eu nem sei o que dizer disso

Gente?

Brasil, 2022